3/09/2012 12:00 am

México: movimento #YoSoy132 critica governo de Felipe Calderón

México: movimento #YoSoy132 critica governo de Felipe Calderón

 

O movimento #Yosoy132 criticou, neste domingo (02), o governo do presidente Felipe Calderón. Segundo o coletivo, a política de combate ao crime organizado e ao narcotráfico da atual administração do PAN (Partido de Ação Nacional) provocou mais de 80 mil mortes desde 2006.

Outras 30 mil pessoas são tidas como desaparecidas, 20 mil jovens ficaram órfãos, e cinco mil crianças também morreram durante os combates contra traficantes.

 

Segundo os estudantes, a gestão de Calderón foi marcada pela “fome, exclusão, desinformação, desigualdade, doenças, repressão e morte”.

 

O movimento também responsabilizou Calderón por “seis anos de decisões tomadas pelas costas da sociedade”.

 

“[O governo] tem sido a continuação de um sistema corrupto, no qual alguns poucos impõem seus interesses sobre as necessidades dos demais”, ressaltaram os estudantes.

 

As críticas também alcançaram o presidente eleito do México, Enrique Peña Nieto, do PRI (Partido Revolucionário Institucional), que tomará posse em 1.º de dezembro. Para os estudantes, ele é “um rosto novo do mesmo sistema”.

 

As declarações do coletivo foram dadas momentos antes de Calderón apresentar seu último informe de gestão ao Congresso do México.

 

O movimento surgiu em 11 de maio durante um protesto estudantil na Universidade Iberoamericana, instituição privada da capital mexicana, quando o candidato à Presidência Enrique Peña Nieto foi vaiado por uma grande quantidade de estudantes, que o acusaram de ser um candidato “fabricado” e imposto pela emissora Televisa.

 

Fonte: Ansa

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=192827&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br