27/04/2012 12:00 am

Metalúrgicos recebem homenagem da Câmara dos Deputados

Metalúrgicos recebem homenagem da Câmara dos Deputados

 

“Homens e mulheres, que com a sua força de trabalho, no chão da fábrica, ajudam na construção do desenvolvimento econômico nacional”. Foram eles os homenageados da sessão solene que aconteceu, na tarde desta sexta-feira (27), na Câmara dos Deputados. O deputado Assis Melo (PCdoB-RS) foi quem sugeriu a homenagem aos trabalhadores metalúrgicos e a entrega do Prêmio Dignidade no Trabalho a personalidades que contribuíram para a valorização do trabalho decente.

Em seu discurso, o parlamentar, que é metalúrgico e líder sindical, falou sobre os problemas atuais que enfrentam os trabalhadores e a contribuição que deram para restaurar a democracia no país, que culminou com a eleição do primeiro presidente operário do Brasil – Luis Inácio Lula da Silva.

 

Ele disseque o jeito brasileiro é o do trabalho – e não o jeitinho da esperteza – no esforço para construir nação soberana, forte e que garanta os direitos de sua população.

 

E é com o jeito brasileiro de trabalhar que os metalúrgicos pretendem enfrentar a maior luta na atualidade contra a desindustrialização, que passa necessariamente pela mudança do eixo na política econômica. Para o parlamentar, as medidas adotadas pelo governo para tentar reverter a situação, são “bastante tímidas e não atinge o centro do problema”. Ele avalia que “o governo precisa tomar medidas estruturantes na macroeconomia, no tripé – câmbio flutuante, superávit primário e juros”.

 

Os agraciados

 

Após os discursos, 16 metalúrgicos e autoridades que contribuíram com o trabalho decente foram homenageados com o prêmio Dignidade no Trabalho. A lista, encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, incluía o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), que é também metalúrgico e líder sindical.

 

O deputado Assis Melo leu a carta enviada pelo ex-presidente Lula, um dos agraciados, agradecendo a premiação, que dividiu com toda a categoria de metalúrgicos.

 

Também Marco Maia lembrou sua origem como líder sindical dos metalúrgicos e destacou a contribuição da categoria nos avanços do país nas últimas décadas, inclusive na reconquista das liberdades democráticas.

 

Entre os homenageados, estavam os senadores Inácio Arruda (PCdoB-CE) Paulo Paim (PT-RS); ex-deputados federais e metalúrgicos Aurélio Peres e Edmilson Valentin; Lélio Bentes Correa, ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST); Claudio Brandão, desembargador da 5º Região TRT-Bahia .

 

E os dirigentes sindicais Jorge Rodrigues (Sindicado dos Metalúrgicos de Caxias do Sul (RS), Sergio Butka (Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba), Sergio Nobre (Sindicato dos Metalúrgicos do ABC-São Paulo), Claudio Magrão de Camargo (Federação dos Metalúrgicos de São Paulo), Andreia Diniz (Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, Igarapé e Bicas (MG), José Ferreira Nobre (Grêmio dos Aposentados Veteranos Pensionistas Metalúrgicos do Rio de Janeiro) José Lopez Feijó, metalúrgico e assessor especial do ministro de Estado, Gilberto Carvalho e João Batista Lemos, metalúrgico e vice-presidente do PCdoB-RJ.

 

Homenagem permanente

 

Assis Melo anunciou que, junto com outros parlamentares do movimento sindical, apresentou projeto para tornar permanente a entrega por esta Casa, do Prêmio Dignidade no Trabalho, para valorizar a ação daqueles que atuam na defesa do trabalho decente.

 

Segundo o parlamentar, conforme a Organização Internacional do Trabalho OIT, trabalho decente é um “trabalho adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade, equidade e segurança, capaz de garantir uma vida digna”. Desta forma, o Trabalho Decente é uma condição fundamental para a superação da pobreza, a redução das desigualdades sociais, a garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável.

 

“Homenagear personalidades e entidades que promovam o estudo, monitoramento ou execução de políticas que valorizam e aprimoram o trabalho decente é uma tarefa das mais dignas que este parlamento passará a promover anualmente com a aprovação desse projeto, analisam os deputados que fazem a solicitação, que são a líder do PCdoB na Câmara, Luciana Santos (PE), Vicentinho (PT-SP) e Roberto Santiago (PSD-SP), além do próprio Assis Melo.

 

De Brasília

Márcia Xavier

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=181883&id_secao=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br