11/10/2012 12:00 am

Metalúrgicos discutem com GM saída para impedir demissões

Metalúrgicos discutem com GM saída para impedir demissões

 

Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior paulista, e da General Motors se reunem nesta quinta-feira (11), para discutir a possibilidade de cancelamento da demissão de 1.840 funcionários prevista para dezembro, por conta do fechamento do setor de montagem de veículos automotores na unidade, que deixará de produzir o modelo Classic.

 

 Segundo o sindicato, até 30 de novembro, 925 funcionários permanecerão com os contratos de trabalho suspensos. A GM também abriu um programa de demissão voluntária (PDV), que já teve a adesão de 234 trabalhadores.

 

Na próxima segunda-feira (15), uma delegação de trabalhadores com contratos suspensos e dirigentes sindicais irá até Brasília para uma audiência pública no Senado. O sindicato pretende cobrar do governo federal medidas em defesa dos empregados da montadora.

 

Os metalúrgicos defendem a continuidade da produção do Classic na cidade, novos investimentos e retorno de todos os trabalhadores com contrato suspenso, que têm feito manifestações nos últimos dois meses para reivindicar a manutenção dos postos de trabalho na fábrica.

 

Fonte: Rede Brasil Atual

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=196106&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br