14/09/2012 12:00 am

Metalúrgicos de Jaguariúna (SP) iniciam campanha salarial 2012

Metalúrgicos de Jaguariúna (SP) iniciam campanha salarial 2012

 

Os trabalhadores da Motorola e o Sindicato dos Metalúrgicos de Jaguariúna e Região (SindMetal) deram início às mobilizações em torno da Campanha Salarial 2012 da categoria, com data-base em 1º de novembro. Neste sábado (15), a entidade realiza assembleia de aprovação da pauta de reivindicações na sede de Jaguariúna, às 9h, e subsedes de Pedreira, às 11h, e Amparo, às 13h, com a participação dos trabalhadores de toda a base metalúrgica.

O Sindicato tem reforçado junto aos metalúrgicos da região a importância do envolvimento de toda a categoria na luta pelas bandeiras prioritárias dos trabalhadores, como aumento real de salário, redução da jornada de trabalho sem diminuição de salário, mais direitos e benefícios sociais, fim das terceirizações, entre outros pontos considerados fundamentais para a melhoria da qualidade de vida e trabalho da classe metalúrgica regional.

 

Segundo a entidade, a mobilização será fábrica por fábrica, em Jaguariúna, Pedreira, Amparo, Serra Negra e Monte Alegre do Sul, preparando a categoria para o embate que este ano promete ser ainda maior com a classe patronal. O vice-presidente do SindMetal e funcionário da Motorola, Sandro Rovariz, argumenta que uma campanha salarial forte depende da organização dos metalúrgicos, que serão chamados a participar da campanha em vários momentos.

 

“A economia começa a se recuperar e nossa categoria demonstra disposição de luta para buscar um aumento real expressivo e ampliar os direitos da Convenção Coletiva”, avaliou.

 

O presidente do SindMetal, José Francisco Salvino (Buiú), ressalta que a disposição dos trabalhadores é a de fazer uma campanha forte e vitoriosa, com ganhos reais, ou seja, aumento acima da inflação medida no último ano, e ampliação de direitos sociais.

 

“Mais uma vez, a categoria metalúrgica fará valer sua força para ter o que merece. Não há argumento de crise que nos convença a abrir mão do que é nosso. Mais de 96% das negociações salariais do primeiro semestre deste ano tiveram aumento acima da inflação. Não ficaremos para trás. O metalúrgico historicamente é um trabalhador que luta até o fim pelos seus direitos e mais uma vez estará unido com seu Sindicato para uma campanha salarial bem sucedida”.

 

As principais bandeiras de luta da Campanha Salarial deste ano serão: aumento real de salário, redução da jornada de trabalho, ampliação de direitos sociais como licença-maternidade de 180 dias, valorização dos pisos salariais, dignidade e qualidade no ambiente de trabalho. “Para conseguirmos avançar nesses pontos cruciais para o trabalhador só existe uma forma, que é através de muita mobilização”, afirma Buiú.

 

Fonte: CTB

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=193783&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br