30/11/2010 12:00 am

MEIRELLES ESTIMA QUE MAIS 14,5 MILHÕES DE PESSOAS DEVERÃO SAIR DA POBREZA NO GOVERNO DILMA

MEIRELLES ESTIMA QUE MAIS 14,5 MILHÕES DE PESSOAS DEVERÃO SAIR DA POBREZA NO GOVERNO DILMA

Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje (29) que no governo da presidenta eleita Dilma Rousseff a tendência é que mais 14,5 milhões de pessoas saiam da linha de pobreza. Ele atribuiu à estabilidade econômica parte da melhoria da qualidade de vida das famílias durante os oito anos do governo Lula, quando 25,6 milhões de pessoas deixaram a linha da pobreza. “Sem estabilidade não é possível manter um crescimento sustentável”, disse ao participar do 9º Congresso Brasileiro da Construção – ConstruBusiness 2010, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O presidente do Banco Central destacou ainda o aumento do crédito ocorrido nos últimos dois mandatos, saindo de 26% do Produto Interno Bruto (PIB) para os atuais 47,6%. Em relação ao crédito imobiliário, Meirelles disse que o crescimento é ainda maior, de 1,8% do PIB para 5%. “Este crescimento do setor da construção civil e do crédito é consequência da maior previsibilidade da econômica e da confiança dos agentes: famílias, incorporadores, instituições financeiras e construtores”.

Apesar de frisar a importância da estabilidade macroeconômica, Meirelles lembrou que ela “não é um fim em si mesma, mas a condição essencial para o desenvolvimento sustentável”. Meirelles também aproveitou o seu discurso para dizer que os oito anos no comando do Banco Central foram os “mais gratificantes” de sua vida profissional.

 

 

Edição: Aécio Amado

FONTE: http://agenciabrasil.ebc.com.br/ultimasnoticias?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=1111723

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br