20/06/2012 12:00 am

Marcha em defesa da educação termina em confronto no Chile

Marcha em defesa da educação termina em confronto no Chile

 

Cerca de dois mil estudantes secundários marcharam nesta quarta-feira (20) pelo centro de Santiago para exigir melhorias no sistema de ensino público, durante um protesto que terminou em confronto com a polícia.

Os manifestantes, convocados pela Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundários, reclamam melhorias na educacão secundária pública, atualmente gestionada pelos municípios e que os estudantes querem que volte para as mãos do ministério.

 

Sob o lema “Há um ano de luta, ainda não se escuta”, os estudantes marcharam até os arredores da Estação Mopocho, onde a polícia reprimiu a manifestação, usando jatos de água. Segundo a AFP, vários jornalistas foram detidos.

 

Desde o ano passado, os estudantes chilenos convocaram mais de 40 marchas para exigir a reforma do atual sistema educativo, herdado da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

 

Com agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=186381&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br