12/11/2010 12:00 am

MANUTENÇÃO DE RESERVAS DE 2004 A 2010 CUSTOU AO BRASIL R$ 68 BILHÕES

MANUTENÇÃO DE RESERVAS DE 2004 A 2010 CUSTOU AO BRASIL R$ 68 BILHÕES

A manutenção das reservas internacionais no período de 2004 a 2010 representou para o Brasil um custo de R$ 68 bilhões, informou nesta quinta-feira (11) o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, em audiência no Congresso Nacional.

Segundo ele, o acúmulo de reservas internacionais em cenário de crise traz benefícios ao Brasil de R$ 600 bilhões, ou 17,5% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, por garantir a estabilidade econômica. Sem essas reservas, o País estaria vulnerável e não conseguiria manter o atual nível de crescimento econômico.

De acordo com Meirelles, o valor de R$ 600 bilhões é calculado ao se levar em consideração que as reservas internacionais servem para evitar o agravamento de crises, e, com isso, não há redução da atividade econômica, aumento dos custos de captação pública e privada de recursos no exterior, elevação da taxa de juros e do custo de financiamento da dívida pública e perda na arrecadação de tributos.

Meirelles citou estudo do Fundo Monetário Internacional (FMI) que diz que países emergentes com baixas reservas tiveram custos até 25% do PIB, durante a crise financeira internacional. Nesse mesmo período, as nações emergentes com reservas internacionais elevadas tiveram custo de menos de 5% do PIB.

As reservas internacionais brasileiras estão em US$ 286,608 bilhões, segundo dados do BC, até o dia 9 deste mês.


Fonte:
Agência Brasil

FONTE: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2010/11/11/manutencao-de-reservas-de-2004-a-2010-custou-ao-brasil-r-68-bilhoes

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br