30/06/2010 12:00 am

MA PARTICIPA DA CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE MENTAL

MA PARTICIPA DA CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE MENTAL
Mais de 1.500 pessoas, entre delegados, observadores e convidados participam da fase nacional da Conferência de Saúde Mental – Intersetorial, que acontece até esta quinta-feira (1), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O Maranhão participa do encontro, que está sendo promovido pelo Ministério da Saúde (MS) e Conselho Nacional de Saúde.

O chefe do Departamento de Saúde Mental da Secretaria de Estado da Saúde, Ruy Cruz, destaca a importância do evento. “Será o momento em que a Política de Saúde Mental irá ratificar que o modelo hospitalocêntrico deve ser substituído pelo atendimento comunitário”.

O tema da Conferência é “Saúde Mental – direito e compromisso de todos: consolidar avanços e enfrentar desafios”, discutido em todas as etapas a partir de três eixos estratégicos: Saúde Mental e Políticas de Estado; Consolidar a Rede de Atenção Psicossocial e fortalecer os movimentos sociais; e Direitos Humanos e Cidadania como desafio ético e intersetorial.

A conferência traz um diferencial por ser intersetorial. Isto significa que além de indivíduos da área de saúde (usuários, prestadores de serviços, profissionais), participaram deste processo, profissionais dos direitos humanos, da ação social, justiça, trabalho, educação, cultura e esporte. O trabalho intersetorial poderá resultar num salto de qualidade no debate da Reforma Psiquiátrica.

A etapa nacional acontece depois de 359 conferências municipais, 204 conferências regionais e 27 conferências estaduais, envolvendo cerca de 46.000 pessoas de todo país na discussão sobre o tema de março a maio de 2010. Para esta fase, são esperadas a participação de 1.520 pessoas, entre delegados, observadores e convidados. Esse grupo apreciará e discutirá os relatórios produzidos a partir das etapas estaduais e municipais, e votará propostas a serem consolidadas num documento final. Com isso, a intenção é delinear estratégias de políticas públicas para a atenção à saúde mental.

FONTE: Mais de 1.500 pessoas, entre delegados, observadores e convidados participam da fase nacional da Conferência de Saúde Mental – Intersetorial, que acontece até esta quinta-feira (1), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O Maranhão participa do encontro, que está sendo promovido pelo Ministério da Saúde (MS) e Conselho Nacional de Saúde.

O chefe do Departamento de Saúde Mental da Secretaria de Estado da Saúde, Ruy Cruz, destaca a importância do evento. “Será o momento em que a Política de Saúde Mental irá ratificar que o modelo hospitalocêntrico deve ser substituído pelo atendimento comunitário”.

O tema da Conferência é “Saúde Mental – direito e compromisso de todos: consolidar avanços e enfrentar desafios”, discutido em todas as etapas a partir de três eixos estratégicos: Saúde Mental e Políticas de Estado; Consolidar a Rede de Atenção Psicossocial e fortalecer os movimentos sociais; e Direitos Humanos e Cidadania como desafio ético e intersetorial.

A conferência traz um diferencial por ser intersetorial. Isto significa que além de indivíduos da área de saúde (usuários, prestadores de serviços, profissionais), participaram deste processo, profissionais dos direitos humanos, da ação social, justiça, trabalho, educação, cultura e esporte. O trabalho intersetorial poderá resultar num salto de qualidade no debate da Reforma Psiquiátrica.

A etapa nacional acontece depois de 359 conferências municipais, 204 conferências regionais e 27 conferências estaduais, envolvendo cerca de 46.000 pessoas de todo país na discussão sobre o tema de março a maio de 2010. Para esta fase, são esperadas a participação de 1.520 pessoas, entre delegados, observadores e convidados. Esse grupo apreciará e discutirá os relatórios produzidos a partir das etapas estaduais e municipais, e votará propostas a serem consolidadas num documento final. Com isso, a intenção é delinear estratégias de políticas públicas para a atenção à saúde mental.

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=10294

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br