15/12/2010 12:00 am

LULA DEFENDE DESENVOLVIMENTO EQUILIBRADO NO PAÍS

LULA DEFENDE DESENVOLVIMENTO EQUILIBRADO NO PAÍS

Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – Ao discursar há pouco durante cerimônia de anúncio de investimentos da Fiat em Pernambuco, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o Nordeste não pode ficar para trás a vida inteira. Segundo Lula, o governo tem que ser o indutor do modelo de desenvolvimento mais justo entre as regiões do país.

 

Ao lado do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e de diretores da Fiat, Lula disse que a decisão da montadora italiana de investir no Nordeste ocorreu em virtude do crescimento econômico da região e da melhoria da qualidade de vida da população mais pobre do país. “Combinou o interesse da Fiat com o interesse de desenvolvimento que tem o Nordeste brasileiro, que não pode ficar para trás a vida inteira”, discursou Lula, em Salgueiro (PE).

 

“O Nordeste está se desenvolvendo. Certamente, a Fiat não vem para cá por causa dos seus belos olhos”, brincou Lula, em referência aos olhos azuis do governador pernambucano. “A Fiat vem para cá porque está enxergando que o Nordeste é a região que mais se desenvolve no Brasil, que a classe pobre está ficando menos pobre, que a classe média está crescendo e que o Nordeste passa a ser um mercado com um potencial extraordinário.”

 

Em nota, a Fiat informou que pretende investir R$ 3 bilhões na unidade pernambucana. A fábrica ocupará uma área de 4,4 milhões de metros quadrados no município de Cabo de Santo Agostinho, dentro do Complexo Portuário de Suape e deverão ser gerados, de acordo com a montadora, 3,5 mil empregos diretos.

 

Os investimentos, ainda conforme a nota, serão feitos entre 2011 e 2014 e vão abranger, além da construção da fábrica, um centro de pesquisa desenvolvimento, projeto e desenvolvimento de novos produtos e plataformas e treinamento de recursos humanos. A montadora italiana informou ainda que os modelos a serem produzidos serão voltados para a demanda do consumidor brasileiro e latino-americano.

 

Em tom de brincadeira, Lula disse aos dirigentes da Fiat que, em caso de greve, ele mesmo poderá incitar os trabalhadores. “Não se esqueçam que se, por acaso, tiver uma grevezinha na Fiat, eu poderei estar na porta incitando [os trabalhadores].”

 


Edição: João Carlos Rodrigues

 

 

FONTE: http://agenciabrasil.ebc.com.br/ultimasnoticias?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=1121655

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br