11/01/2011 12:00 am

LIBERTADOS CAMPONESES QUE TRABALHAVAM COMO ESCRAVOS

LIBERTADOS CAMPONESES QUE TRABALHAVAM COMO ESCRAVOS

 

As autoridades argentinas localizaram, nos últimos dias, várias fazendas, onde havia, pelo menos, 500 camponeses que trabalhavam como escravos em cultura de soja e milho, anunciou, ontem, o Ministério Federal do Trabalho. 
“A operação policial permitiu localizar os camponeses que realizavam trabalhos em condições de servidão em três fazendas na província de Buenos Aires, o coração dos pampas”, refere um comunicado do Ministério. 
Numa das três fazendas, da empresa havia cerca de 150 camponeses, incluindo nove adolescentes, que “estavam reduzidos à servidão” e viviam em “casas feitas de placas de madeira, sem instalações eléctricas, nem elementos de segurança”.
Outros 126 camponeses foram encontrados em dois campos das pampas em condições semelhantes.

 

FONTE: http://jornaldeangola.sapo.ao/13/68/libertados_camponeses_que__trabalhavam_como_escravos

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br