13/03/2012 12:00 am

Jagunços continuam ameaças a Sem-Terra no Distrito Federal

Jagunços continuam ameaças a Sem-Terra no Distrito Federal

 

No final da tarde desta terça-feira (13), o MST-DF (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra) do Distrito Federal e Entorno realiza ato político de solidariedade ao acampamento 8 de março, localizado em Planaltina (DF). Deputados federais, sindicatos e representantes de movimentos sociais estão confirmados para a atividade que protesta contra a repressão aos movimentos sociais.

 

“Nossas famílias estão ameaçadas por jagunços fortemente armados. Já denunciamos a situação ao ouvidor agrário nacional, desembargador Gercino José da Silva Filho, mas até agora nada foi encaminhado por parte do Estado”, disse Viviane Moreira, integrante do MST-DF.

 

O acampamento 8 de março foi formado em parte da Fazenda Toca da Raposa, pertencente ao Governo do Distrito Federal (GDF) – grilada pelo produtor de soja Mário Zanatta. A área possui cerca de 1700 hectares e estima-se que 40% do total pertence ao GDF.

 

A Justiça concedeu a reintegração de posse em favor do grileiro, mesmo sem o pronunciamento do GDF sobre a área pública reivindicada.

 

Com informações do MST-DF

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=177951&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br