17/05/2012 12:00 am

Índios liberam 16 funcionários de empresa que eram reféns no Pará

Índios liberam 16 funcionários de empresa que eram reféns no Pará

AGUIRRE TALENTO
DE BELÉM

uncionários da empresa Biopalma, controlada pela Vale, foram feitos reféns por 15 índios da etnia tembé em Tomé-Açu (a 208 km de Belém, no Nordeste do Pará) durante esta quinta-feira (17).

De acordo com a Funai (Fundação Nacional do Índio), foram feitos 16 reféns, mas eles foram liberados no final da tarde.

A Funai diz que agora os índios mantêm retidos cerca de dez veículos da empresa. Um funcionário do órgão foi enviado nesta quinta-feira ao local para negociar.

Ainda não há detalhes sobre as reivindicações dos índios tembé. Uma das reclamações é sobre possíveis impactos ambientais causados pela Biopalma.

Os índios vivem na terra indígena Turé-Mariquita, no município de Tomé-Açu. A Biopalma planta dendê (também conhecido como palma de óleo) na região, com o interesse de usar o óleo de palma para biodiesel.

A Biopalma afirmou, por meio de nota, que mantém diálogo com os índios tembé.

“Sobre questões levantadas relativas à poluição por agrotóxicos, a empresa informa que vem monitorando desde dezembro do ano passado, com laudos em laboratórios credenciados e independentes, o igarapé [pequeno rio] nessas áreas. Os resultados não indicam qualquer alteração na qualidade da água”, diz a nota.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1091990-indios-liberam-16-funcionarios-de-empresa-que-eram-refens-no-para.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br