29/07/2010 12:00 am

INCRA EM PERNAMBUCO PERMANECE OCUPADO

INCRA EM PERNAMBUCO PERMANECE OCUPADO

29 de julho de 2010

Da Página do MST

No próximo dia 30, sexta-feira, Trabalhadores Sem Terra que ocupam o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em Pernambuco, desde o dia 26 de julho, terão uma audiência com o Presidente Nacional do órgão, em Recife.

Ainda, a audiência, que acontecerá às 13hs, contará com a participação dos superintendentes regionais do INCRA de Petrolina e Recife. A partir das 16hs, o MST e o Presidente do INCRA se reunirão com o Governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos.

As duas sedes do INCRA no Estado continuam ocupadas por cerca de 1.200 trabalhadores rurais Sem Terra, que só deixarão as superintendências depois do processo de negociação.

Entre outras coisas, os agricultores exigem o assentamento das 17.000 famílias do MST que vivem em acampamentos, muitas há mais de cinco anos, vivendo em situação bastante difícil à beira de estradas e em áreas ocupadas, sofrendo constantemente com a violência do latifúndio e do agronegócio; a garantia de recursos para as desapropriações de terras; e investimentos públicos nos assentamentos (crédito para produção, habitação rural, assistência técnica, educação e saúde).

As ações de hoje lembram o Dia dos Trabalhadores Rurais, comemorado no dia 25 de julho. Mais do que um dia para comemorações, para o MST este é um dia de luta contra a apropriação de terras pelos latifundiários e a exploração dos recursos naturais e dos trabalhadores rurais pelas empresas do agronegócio.

Solidariedade à Venezuela

As 800 familias Sem Terra que se encontram acampadas na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agraria (INCRA) do Recife,desde o último domingo (25), realizarão hoje (29) uma manifestação de apoio ao governo e ao povo venezuelano, em frente à embaixada dos Estados Unidos. A manifestação acontece às 13hs.

O protesto é contra as ameaças de um ataque militar contra a Venezuela, por parte dos governos da Colombia e dos Estados Unidos,e contra a política imperialista, militarista e expansionista dos Estados Unidos na América Latina.

FONTE: http://www.mst.org.br/node/10331

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br