10/01/2011 12:00 am

IMPASSE NA ESPANHA SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

IMPASSE NA ESPANHA SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O governo de José Luís Rodriguez Zapatero e as duas principais centrais sindicais da Espanha continuam polemizando, sem chegar a um acordo, sobre a reforma da Previdência.

Pela primeira vez, ambas as partes se sentaram na mesa de negociações para analisar a pretensão do governo de aumentar a idade de aposentadoria obrigatória de 65 para 67 anos.

Pelo terceiro dia consecutivo e sob total segredo, participam do encontro com o ministro do Trabalho, Valeriano Gomez, os secretários gerais das Comissões Operárias (CCOO) , Ignacio Fernandez, e da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Cândido Mendez.

O principal obstáculo a um acordo continua sendo a idade de aposentadoria que o governo pretende impor e que as centrais sindicais rechaçam frontalmente. O governo, do Partido Socialista Obrero Espanhol imita o que fazem e pretendem fazem outros governos europeus, seja de roupagem social- democrata, sejam os abertamente direitistas, como o da França. Também no Brasil o problema aparece, hoje sob a forma do fator previdenciário,mas não só. O patronato, representantes da direita neoliberal e conservadora e também setores políticos que se apresentam como “de esquerda” admitem a necessidade de aumentar a idade para a aposentadoria sob o argumento de que aumentou a expectativa de vida.

As duas centrais sindicais espanholas já anteciparam a informação de que convocarão uma greve geral contra o aunmento da idade para a posentadoria..

Com informações da agência Prensa Latina

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=145120&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br