15/02/2011 12:00 am

HEMOMAR COMEÇA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE PARA O CARNAVAL

HEMOMAR COMEÇA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE PARA O CARNAVAL 

Prevendo queda histórica de doadores durante o reinado de Momo e o também histórico aumento da demanda no período, Hemomar começa campanha para manter estoques.

Dyego Rodrigues

Pensando no déficit de doações de sangue ocorridos no período de pré-carnaval, que atingiu percentual de 50% do normal, e na período carnavalesco propriamente dito, a Coordenação do Banco de Sangue do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) iniciou ontem uma campanha para manter o estoque em níveis seguros. Este ano a ação tem como tema: “Neste carnaval de bem com a vida, salve vidas. Doe sangue!”. A ideia é aumentar em 20% o número de voluntários a doar, o que significa manter média diária de 140 doadores.A organização da campanha pretende alertar a população para riscos da falta de sangue no período de carnaval, época em que, historicamente, há uma queda de pelo menos 50% no número de doações voluntárias. A situação é observada pela coordenadora do setor de captação de doadores do Hemomar, Socorro Ferreira de Oliveira, que informa que devido ao período festivo, muitas pessoas acabam deixando de doar. Outros fatores também citados por ela foram às doenças que surgem com a mudança climática, o que acaba impedindo o doador, temporariamente, de realizar o ato.Entretanto, para mostrar que o ato de doar, ação que dura em média oito minutos, não custa nada e que o momento é de união e solidariedade, a técnica em Segurança do Trabalho, Francemary Santos Maia, 23 anos, foi até a sede do órgão, localizado no bairro do João Paulo, para salvar a vida de uma amiga que vai realizar uma cirurgia. “Nunca tinha doado, foi à primeira vez que tive a oportunidade, até mesmo porque minha amiga está precisando, devido uma cirurgia. Mas a partir de agora eu vou ser uma doadora assídua e doar sempre que estiver apta”, disse.A amiga que receberá a doação não quis que o nome fosse divulgado. Ela vai realizar uma esterequitomia, remoção parcial ou inteira de órgãos femininos, e aguarda ansiosa com a colaboração da amiga. “Eu vou fazer a cirurgia e fico feliz em saber que as pessoas se doam para o próximo”, comentou. Além de Francemary, o Hemomar contou na primeira manhã de ontem com a presença de mais de 100 voluntários, entre eles, o policial militar, José Francisco Costa Barreto Silva, 25 anos, que já é doador há mais de dois anos. A primeira vez que ele foi até um centro de doação ocorreu por um motivo de força maior: um familiar necessitou de uma bolsa de sangue. “Vim pela primeira vez dessa forma, mas depois me sensibilizei e agora venho sempre que estiver em condições de doar”, disse.

Assim como o policial, outros jovens comprometidos com a sociedade foram até o local e deixaram sua contribuição. “A campanha do Hemomar é mais uma oportunidade para que as pessoas exerçam a sua cidadania. A doação de sangue é uma forma muito simples de contribuição. Além disso, é gratificante, pois saímos com a sensação de um dever cumprido, porque sabemos que, com esse gesto, salvamos vidas”, avaliou o servente Cristiano Neves da Silva, 23.

 

FONTE: http://www.oimparcialonline.com.br/noticias.php?id=72442


CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br