19/03/2012 12:00 am

Habitação, saúde e transporte ficam mais caros em São Paulo

Habitação, saúde e transporte ficam mais caros em São Paulo

 

Dados publicados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), nesta segunda-feira (19), apontam que depois de duas quedas seguidas, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), na capital paulista, apresentou variação de 0,01%,

 

De acordo com a Fundação, na pesquisa passada, a taxa tinha ficado em -0,02% e, no fechamento de fevereiro, em -0,07%.

 

O estudo apontou que a alta deve-se ao aumento nos grupos de habitação, cuja taxa passou de 0,32% para 0,12%; transportes (de 0,02% para 0,12%) e saúde (de 0,38% para 0,23%).

 

Já no grupo alimentação, foi registrada a sexta deflação consecutiva (-0,25%), mas a queda teve intensidade menor do que a apurada na primeira prévia (-0,63%).

 

As despesas pessoais, de acordo com a pesquisa, também apresentaram deflação de 0,10% ante -0,01%. Em vestuário, depois de quatro reduções seguidas, a taxa avançou de -0,14% para 0,13%. Em educação, o IPC apresentou decréscimo de 0,18% para 0,06%.

 

Com informações da Agência Brasil

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=178508&id_secao=2

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br