23/08/2012 12:00 am

Greve do IBGE limita pesquisa de desemprego no Rio e em Salvador

Greve do IBGE limita pesquisa de desemprego no Rio e em Salvador

 

Pelo segundo mês, a greve dos servidores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) impediu o fechamento dos dados completos da Pesquisa Mensal de Emprego, feita pelo órgão nas seis principais regiões metropolitanas do país. Segundo o IBGE, as informações referentes às regiões do Rio de Janeiro e de Salvador no mês de julho foram coletadas, “mas o volume disponível para as etapas de apuração, crítica e análise foi insuficiente para o fechamento dos resultados na data prevista.”

 

Com isso, a divulgação da pesquisa ficou limitada às regiões de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e do Recife. A capital paulista foi a única que registrou queda na taxa de desemprego em julho, ficando em 5,7%, redução de 0,8 ponto percentual em relação ao mês anterior. Nas capitais restantes, o índice permaneceu estável em relação a junho, sendo 6,5% no Recife, 4,4% em Belo Horizonte e 3,8% em Porto Alegre.

 

Na comparação com julho de 2011, houve redução de 0,8 ponto percentual em São Paulo e de 0,9 ponto percentual na capital gaúcha. Belo Horizonte e Recife registraram estabilidade em 12 meses.

 

Quanto à população empregada, o quadro ficou estável em julho no Recife, Belo Horizonte e São Paulo em relação ao mês anterior. Em Porto Alegre, a queda foi 2,8%, o que representou menos 52 mil pessoas trabalhando. Na comparação anual, os empregados cresceram 2,7% em Recife e não foi registrada variação significativa nas demais regiões pesquisadas.

 

O rendimento médio real caiu em três das quatro regiões metropolitanas de junho para julho – Recife (-3,5%), Belo Horizonte (-1,8%) e São Paulo (-1,1%). Em Porto Alegre, manteve-se estável. Na comparação com julho do ano passado, as quatro regiões metropolitanas tiveram acréscimo no rendimento médio real, com destaque para Belo Horizonte e Recife que apresentaram crescimento de 5%.

 

Segundo o instituto, ainda não há data para a divulgação dos dados completos da pesquisa, incluindo os das regiões metropolitanas do Rio e de Salvador. Na capital fluminense, os resultados de junho já tinham sido afetados pela paralisação dos servidores.

 

Outro indicador que teve o fechamento afetado pela greve foi o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado no último dia 8. Apurado pelo IBGE em convênio com a Caixa Econômica Federal nas 27 unidades da Federação, os dados referentes ao estado da Paraíba não foram contabilizados.

 

Fonte: Agência Brasil

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=191964&id_secao=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br