14/06/2012 12:00 am

Greve de metroviários em 5 capitais chega a 30 dias sem avanço

Greve de metroviários em 5 capitais chega a 30 dias sem avanço

DE SÃO PAULO

A greve nacional dos ferroviários e metroviários da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos), que atinge cinco capitais, completa 30 dias nesta quinta-feira sem nenhum avanço nas negociações.

Em Belo Horizonte, Recife, João Pessoa, Maceió e Natal os trens operam em escala mínima conforme determinação da Justiça, segundo os sindicatos.

A última reunião entre representantes da CBTU, ligada ao Ministério das Cidades, e grevistas ocorreu na terça-feira (12).

De acordo com o Sindimetro-MG (sindicato dos metroviários de Minas), o governo federal continua a oferecer “reajuste zero”.

Os grevistas pedem reposição da inflação e aumento real de 2% –no início da greve, a reivindicação era de aumento real de 10%, depois foi para 7,5% e, agora, caiu de novo.

Eles reivindicam ainda pagamento integral de plano de saúde e 50% de adicional noturno.

Nas cinco capitais, cerca de 512 mil passageiros estão sendo afetados diariamente pela paralisação –500 mil só em Minas e em Pernambuco.

HORÁRIOS

Em Belo Horizonte e em Recife, que têm os maiores sistemas de metrô geridos pela CBTU, os trens só estão funcionando nos horários de pico –das 5h20 às 8h30 e das 17h às 19h30, na capital mineira, e das 5h às 9h e das 16h às 20h, na pernambucana. No restante do dia não há viagens.

Em Natal, João Pessoa e Maceió, os trens operam em horário normal, mas fazem apenas 30% das viagens.

Em João Pessoa, onde os trens transportam 7.000 pessoas por dia, o número de viagens caiu de 28 para 8. Em Natal, que só tem uma locomotiva na ativa, só há quatro viagens por dia com a greve.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1104619-greve-de-metroviarios-em-5-capitais-chega-a-30-dias-sem-avanco.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br