26/07/2011 12:00 am

“GREVE BRANCA” REVERTE DEMISSÕES NA GERDAU


Com 24 horas de paralisação, os cerca de 200 trabalhadores da unidade de fundição de cilindros (FEP) da Gerdau conseguiram reverter demissões injustas que ocorreram na área e retornaram ao trabalho na primera hora desse sábado, dia 23.

Assim que souberam da demissão arbitrária de quatro metalúrgicos do setor, os operários da FEP deram início a uma “greve branca”, às 0h de sexta. Mesmo com os funcionários dentro da fábrica, a produção da área ficou 24 horas completamente paralisada, algo inédito na Gerdau de Pinda.

Com a greve na área e mobilização de todos os trabalhadores na portaria, a direção da Gerdau aceitou reintegrar dois dos quatro funcionários dispensados, em reunião com o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, que esteve junto aos trabalhadores em todo o tempo.

O presidente do sindicato, Romeu Martins, destacou a união dos trabalhadores no movimento, que se tornará referência dentro da fábrica. “Quero parabenizar desde já os metalúrgicos da FEP que tiveram a coragem de enfrentar o autoritarismo da empresa por seus companheiros. Vocês são exemplo. E parabéns a todos os trabalhadores, que pararam para ouvir o sindicato, em um ato de apoio aos funcionários da FEP. Esse é o caminho para avançarmos nas melhorias de condições de trabalho.”

O secretário geral do sindicato, Herivelto Moraes, o “Vela”, criticou a forma de administração da Gerdau. “Esses companheiros, assim como muitos outros, não estão nem tirando o horário de refeição que é deles por direito para não parar a produção e é esse o reconhecimento que recebem. A categoria não suporta mais esses abusos da direção da Gerdau e mostrou isso a ela”, disse.

Na próxima segunda-feira, uma reunião com a direção da empresa na sede do sindicato irá discutir as outras duas demissões.

Ao todo, a Gerdau emprega 2.200 trabalhadores na produção de laminados a aço, sendo 200 somente na FEP.

FONTE: http://www.cut.org.br/destaque-central/45528/greve-branca-reverte-demissoes-na-gerdau

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br