21/05/2010 12:00 am

GREVE AVANÇA NO MA – RELATOS DE CAXIAS, REUNIÃO COM PRES.TRE, DEMAIS NOTAS DA GREVE

GREVE AVANÇA NO MA – RELATOS DE CAXIAS, REUNIÃO COM PRES.TRE, DEMAIS NOTAS DA GREVE

greve avança no Maranhão. Nesta quarta, 19, os servidores do Judiciário Federal realizaram mais um ato público, desta vez combinado com outras categorias em greve, obtendo mais uma vez cobertura de jornais e redes de comunicação ludovicenses.

Dessa vez, o ato foi realizado no centro da cidade, dando visibilidade e chamando atenção da população para a necessidade da greve. Servidores chegaram a relatar, desde a passeata da semana passada, a postura da população, que vem se solidarizando com o movimento: usuários de ônibus, mototaxistas, e outros trabalhadores chegam a afirmar o apoio através de sinais para os grevistas, com os polegares levantados. Outros chegam a dizer que se tem mesmo é que fazer greve, que é inconcebível que se pense em dez anos sem reajuste. Houve atos em outras cidades, como São Paulo, Florianópolis, Belo Horizonte, Recife, Maceió.

Mesmo representantes dos Tribunais Federais se mostram, à sua maneira, solidários ao movimento. A avaliação do Comando de Greve é que há o sentimento geral de que, se aprovado o PLP 549, todos estão prejudicados, pois o congelamento salarial por dez anos não atingirá apenas os servidores, mas juízes, desembargadores, procuradores e todo o funcionalismo público.

 

TRT –

Semana passada, do Sintrajufe com a desembargadora Márcia Andrea, presidente do TRT/MA, para detalhar os motivos da greve. Diferente da postura do TRT em relação à greve ano passado, dessa vez a Portaria do Tribunal apenas estabeleceu o percentual de trabalhadores que devem ser mantidos nos postos para assegurar o atendimento mínimo, seguindo a lei de greve, que vem sendo usada também no serviço público, conforme entendimento do STF. Tal percentual é de 30% do quadro.

 

TRE –

Nesta quarta, além do ato público e da passeata dos servidores no centro de São Luís, o Comando de Greve no TRE esteve reunido com o presidente daquela Corte, desembargador Raimundo Cutrim. A exemplo da reunião com a desembargadora Márcia Andréa, foi detalhado o motivo da mobilização da categoria.

Cutrim afirmou saber serem justas as reivindicações da categoria. Disse, ainda, que, devido à perda do valor do salário no Judiciário Federal, vem verificando evasão nos quadros da Justiça Eleitoral, que vem perdendo servidores para outras carreiras. Ele afirmou ainda que vai falar com o presidente do TSE, ministro Lewandowski, para solicitar que a situação seja resolvida, por este ser um ano eleitoral.

 

Interior –

Resultado das assembleias realizadas no interior do Estado semana passada, aderiram esta semana à greve os servidores de Açailândia, Caxias, Imperatriz, devendo ainda o movimento atingir cidades próximas a estas. Francisco Florêncio, do Comando de Greve, está em Timon para conversar com os servidores naquela região a fim de conscientizar para a necessidade da mobilização.

“Aqui em Caxias, na Justiça do Trabalho e na Justiça Eleitoral, só há um trabalhador em cada, para manter o serviço mínimo. A Justiça Federal também já deflagrou a greve e a adesão vem crescendo a cada dia. Os oficiais de justiça, por exemplo, já estão com suas atividades paradas”, relata, daquela cidade, o servidor José Leonardo.

Em São Luís não é diferente, e em locais como JF e Fórum Astolfo Serra os servidores estão consciente de que é preciso manter e fortalecer o movimento grevista. “Muitos servidores já reafirmaram que só saem da greve quando virem as reivindicações atendidas”, relata Saulo Arcangeli, do Comando de Greve.

 MPU –

Mesmo no MPU, que realizou em São Luís, semana passada, três dias de paralisação, a mobilização prossegue: nesta sexta-feira, 21, eles realizam debate sobre seu PCS e a questão do subsídio, às 17h, na Sede da Procuradoria da República. 

Fonte: Sintrajufe Extra n.11 – Esp. Greve

 

FONTE: http://www.sintrajufema.org.br/site/noticias.php?id=617

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br