27/09/2012 12:00 am

Governo paraguaio atenderá demandas de professores em greve

Governo paraguaio atenderá demandas de professores em greve

 

O governo paraguaio cedeu nesta quinta-feira (27) em satisfazer as demandas dos professores diante da generalização da greve no setor e a presença de milhares de educadores participando em protestos nas ruas.

 

Inicialmente, o ministério da Educação tinha diminuído a paralização, mas os sindicatos conseguiram uma adesão de mais de 70% de seus filiados. Paralelamente, atos similares e obstrução de ruas pelos educadores reportam-se em diferentes partes do país, demonstrando a força do movimento.

Provocou uma nova reunião negociadora durante a qual, o vice-presidente da República, Oscar Denis, aceitou uma proposta que satisfaz as organizações sindicais. Segundo ela, se estabelece que dentro do Orçamento Geral do Estado para 2013 se incorpore o pagamento de dívidas pelos benefícios familiares e de maternidade, inclusive de forma retroativa, o cumprimento do piso vigente e outras reclamações sindicais.

 

De todas formas, a greve só será levantada após a assinatura pelo vice-presidente de um documento que assegure a satisfação das propostas dos educadores, no qual também terá que subscrever na próxima segunda-feira (1) Federico Franco.

 

O secretário geral da União Nacional dos Educadores, Eladio Benítez, disse para a Prensa Latina que os docentes permanecerão nas ruas até a assinatura deste documento, mas admitiu que aceitará a promessa do governo das demandas do setor.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=194915&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br