19/10/2012 12:00 am

Governo paraguaio anuncia crise financeira por falta de recursos

Governo paraguaio anuncia crise financeira por falta de recursos

 

O governo paraguaio reconheceu nesta sexta-feira (19) uma grave crise financeira em matéria fiscal e anunciou o rechaço a equiparação e gratificação salarial dos funcionários públicos e docentes.

 

A polêmica declaração do Ministério da Fazenda que está com dificuldades com os sindicatos dos setores sinalizados, pontuou que esse cargo atravessa seu pior momento pela falta de recursos para cumprir as obrigações.

 

O ministro Manuel Ferreira advertiu que defenderá o rechaço para um anteprojeto de lei preparado no Parlamento no qual aceita-se uma série de reclamações apresentadas pelos trabalhadores que realizaram numerosas mobilizações a favor de suas petições.

 

Referiu entre as causas da crise, a má arrecadação tributária, as ampliações do orçamento aprovadas pelo Congresso e os pedidos de desembolso de recursos de entidades públicas, inclusive para pagar dívidas com seus empregados.

 

Destacou que tudo isso constitui ao complicado panorama existente e fez críticas aos legisladores ao defender isto como consequência de atravessar um ano de proselitismo eleitoral para as eleições de 2013.

 

O rechaço do ministro para as reivindicações sindicais inclusive a petição do aumento de 20% do salário demandado pelos trabalhadores de 50 sindicatos de organismos estatais e, presumidamente, os acordos com os docentes.

 

Esta posição adotada pelo ministério enfrenta, novamente, com a generalidade das organizações sindicais que defendem não continuam ignorando a crítica situação em matéria salarial sofrida pela maioria dos assalariados paraguaios.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=196813&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br