12/04/2011 12:00 am

GOVERNO FIRMA PARCERIA PARA CAPACITAR JOVENS EMAGRICULTURA FAMILIAR

O Termo de Cooperação Técnica para Capacitação de Jovens ao Programa Geração Futura da Agricultura Familiar foi assinado pelo vice-governador Washington Luiz Oliveira; pela secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade; pelo vice-presidente do Sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho; e por representantes dos jovens participantes. O evento realizado, nesta segunda-feira (11), no Palácio Henrique de La Rocque, teve a presença de secretários de Agricultura de diversos municípios e profissionais envolvidos no programa. 

O documento garante a oferta de 246 cursos em várias áreas e a capacitação de 800 jovens de 22 municípios e 41 comunidades. Serão ofertadas capacitações nas áreas de Organização Social, Administração de Propriedades Rurais, Olericulturas, Fruticultura Básica, Avicultura Básica e Controle de Pragas. Ao todo, serão 246 cursos e um total de 6.500 horas/aula. 

A secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade, explanou os detalhes do projeto e mostrou, por meio de fotos, que as ações estão em andamento e que ganharão uma segunda etapa. O programa começou em 2009 e prosseguirá até o fim da gestão da governadora Roseana Sarney. A iniciativa tem base legal, conforme a Lei 9.085, de 16 de dezembro de 2009.

“Já iniciamos o processo de cadastramento e daremos continuidade ao trabalho. É importante que se diga que esta iniciativa é um programa de governo e o que nós fazemos é implantar unidades produtivas pedagógicas. Nós queremos que esses jovens aprendam a fazer, fazendo”, destacou Conceição Andrade.

Segundo o vice-governador Washington Luiz, os cursos criam novas oportunidades de trabalho, renda e inclusão produtiva dos jovens contemplados. “O que nós estamos fazendo é uma espécie de reforma agrária e dando oportunidades para quem vive no campo”, assinalou. 

Mais de 700 jovens foram capacitados em seminários e cursos realizados anteriormente e 37 projetos já foram implantados até agora, sendo 33 agrícolas e quatro na área de artesanato. Em dezembro do ano passado, o primeiro projeto do programa foi instalado em Piqui da Rampa, comunidade quilombola situada no município de Vargem Grande. Lá, jovens rurais receberam o Centro de Inclusão Digital, com uma biblioteca virtual com sete mil itens. Eles também receberam capacitação em inclusão digital.

“Vemos que o projeto está crescendo e é uma honra para nós estarmos participando desta capacitação, que será de suma importância para os jovens”, ressaltou o vice-presidente do Sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho.

 

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=15583

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br