6/01/2011 12:00 am

GOVERNADOR DO PIAUÍ VETA O PRÓPRIO REAJUSTE E CONGELA SALÁRIOS

GOVERNADOR DO PIAUÍ VETA O PRÓPRIO REAJUSTE E CONGELA SALÁRIOS

O governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), vetou nesta quarta-feira, a lei que concedia reajuste para o seu próprio salário e do vice-governador. Com o aumento aprovado no Congresso Nacional, o vencimento do governador passaria de R$ 12.500 para R$ 20.025. Com essa decisão, o governo barra o “efeito cascata” no reajuste para o secretariado e congela os salários.

“Eu não acho justo ter um reajuste de 62%, quando o aumento do salário mínimo e da inflação foi 10 vezes menor”, disse o governador em coletiva no Palácio de Karnak.

Wilson Martins disse que o Estado ainda enfrenta dificuldades financeiras devido à crise de 2008. “Também existe uma incerteza de uma possível nova crise vinda da Europa e eu não sei como vamos suportar com as finanças”, disse o governador.

Com o veto, Wilson Martins disse que dará uma economia de R$ 180 mil no ano aos cofres públicos. “Com esse dinheiro daria para construir 10 salas de aula”, disse Martins.

A medida do governador congela o salário do poder executivo, que não tem reajuste há oito anos. Wellington Dias, o ex-governador, do PT, e senador eleito, foi o primeiro governador que vetou o reajuste do próprio salário no segundo mandato.

Wilson Martins exonerou mais de 3 mil servidores em cargos de confiança e anunciou o secretariado. No início do governo, Martins tenta evitar racha com aliados como o PP e PTB, que ficaram de fora do primeiro escalão do governo.

Fonte: Terra

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=144884&id_secao=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br