10/06/2010 12:00 am

FUNCIONÁRIOS DA USP DECIDEM MANTER GREVE E OCUPAÇÃO DA REITORIA

FUNCIONÁRIOS DA USP DECIDEM MANTER GREVE E OCUPAÇÃO DA REITORIA
DA AGÊNCIA BRASIL
DE SÃO PAULO

Publicidade
Em assembleia realizada na noite desta quarta-feira, os funcionários da USP (Universidade de São Paulo) decidiram manter a greve e a ocupação da reitoria da instituição. Eles pararam de trabalhar dia 5 de maio último e, na manhã de terça (8), invadiram o prédio da direção da universidade.

Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), Aníbal Cavali, o objetivo do movimento é fazer com que os funcionários da instituição recebam o mesmo reajuste concedido aos professores. De acordo com ele, o corpo docente obteve aumento de 12,92%, enquanto os trabalhadores conseguiram apenas 6,57%.

Os manifestantes também querem o ressarcimento para os grevistas que tiveram o ponto cortado devido aos dias parados. Outra assembleia para decidir os rumos da greve está marcada para esta sexta-feira (11).

Ocupação

Mais cedo, o diretor de base do sindicato, Magno de Carvalho, disse que a categoria não deixará a reitoria até que sejam pagos os salários dos cerca de mil funcionários que tiveram o tempo em greve descontado do pagamento. A categoria estima que cerca de 200 pessoas tenham passado a noite na reitoria, mas o número não foi confirmado pela universidade.

Na noite de terça foi realizado um festival com musica ao vivo na frente do prédio da reitoria. De acordo com o sindicato, a festa foi promovida pelo centro estudantil em apoio a greve dos funcionários.

Ontem, a USP divulgou nota em que diz que “lamenta a invasão violenta” do prédio da reitoria pelos servidores grevistas. A administração da universidade afirmou ainda que as instalações dos órgãos centrais da USP “encontram-se sob o domínio completo dos manifestantes” e que a reitoria reserva-se “as medidas legais que possam ser cabíveis”.

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/saber/748363-funcionarios-da-usp-decidem-manter-greve-e-ocupacao-da-reitoria.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br