16/07/2012 12:00 am

Funcionários da GM de São José dos Campos param contra demissões

Funcionários da GM de São José dos Campos param contra demissões

 

Metalúrgicos da GM de São José dos Campos, no interior paulista, aprovaram nesta segunda-feira (16) uma paralisação de 24 horas.

 

A decisão, aprovada pelo pessoal do primeiro turno nas portarias do MVA e da S10, acontece um dia antes de reunião, em Brasília, com o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto de Carvalho, que vai discutir a situação da fábrica e dos empregos.

 

Na última quinta-feira, houve paralisação de advertência de duas horas. As mobilizações fazem parte da Campanha SOS Empregos, pela manutenção dos postos de trabalho na fábrica. “Vamos aumentar a pressão até que a GM garanta a estabilidade no emprego aos trabalhadores. Não dá para aceitar que a empresa seja beneficiada com dinheiro público e ainda assim faça demissões”, disse o presidente do sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá, durante a assembleia.

 

No mesmo dia, em reunião intermediada pela Superintendência Regional do Trabalho, a direção da GM se negou a atender a pauta de reivindicações dos trabalhadores e alegou que “a situação do mercado” é que vai definir a situação do setor. Há algumas semanas, a empresa anunciou a redução da produção no setor do MVA, onde são fabricados os modelos Corsa, Classic, Zafira e Meriva. Já fechou o segundo turno do setor e encerrou a produção da Zafira.

 

O sindicato local exige garantia de empregos e quer que o governo federal intervenha. “Se a GM insistir nas demissões, o governo tem de cortar todos os benefícios da empresa”, defende Macapá. À tarde, nesta segunda, também haverá assembleia com os trabalhadores do segundo turno da S10.

 

Fonte: Rede Brasil Atual

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=188624&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br