26/01/2011 12:00 am

FAMÍLIAS INVADEM CASAS POPULARES EM RIBAMAR

FAMÍLIAS INVADEM CASAS POPULARES EM RIBAMAR 

As famílias reivindicam urgência na conclusão das obras e alegam irregularidades na condução das inscrições.

“Se não resolverem o problema vamos invadir. Precisamos e temos direito de ter uma casa”. O relato do autônomo Augusto da Silva, 42 anos, pai de cinco filhos pequenos, reflete a indignação daqueles inscritos no programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, do governo federal, que aguardam concretizar o sonho da casa própria.

  Na tarde desta segunda, dia 24, ele e mais cerca de 50 pessoas — entre adultos e crianças — se concentraram em frente à obra do programa, na Vila São Luís, em São José de Ribamar. As famílias reivindicam urgência nas obras e alegam irregularidades na condução das inscrições. No último sábado as famílias invadiram as 247 casas inacabadas, sendo retiradas no dia seguinte pela polícia, após a construtora entrar na justiça contra a ocupação.

As obras do condomínio na Vila São Luís serão concluídas até abril, segundo a superintendência da Caixa Econômica Federal (CEF). Os sorteios podem ser realizados antes, mas, muitas famílias ficarão sem casa. Segundo a superintendência do órgão, foi informado às famílias dos critérios de seleção do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, entre eles, ser de baixa renda e estar em condição de desabrigo. “Não há como contemplar a todos. O objetivo do programa, que está sendo cumprido, é diminuir o déficit habitacional”, explica o superintendente da CEF, Waldenilson Nascimento. Os critérios constam da Medida Provisória nº140, de 5 de março de 2010.

 

FONTE: http://www.oimparcialonline.com.br/noticias.php?id=70738

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br