12/11/2010 12:00 am

EUA DEPORTAM CERCA DE 40 MIL CRIANÇAS MEXICANAS POR ANO

EUA DEPORTAM CERCA DE 40 MIL CRIANÇAS MEXICANAS POR ANO

A cada ano os Estados Unidos deportam cerca de 40 mil crianças de nacionalidade mexicana. A maioria delas são vítimas de tráfico de menores ou de violência familiar.

No México, cerca de 12,5% das crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalham, o que representa cerce de 3,5 milhões delas, a grande maioria tem idade menor que a estabelecida pela lei para o trabalho, que é de 14 anos.

Uma pesquisa realizada no ano passado pelo Instituto Nacional de Estatística e Geografia (INEGI) revelou que quase dois terços das crianças que trabalham o fazem motivados principalmente por necessidades econômicas e o resto por aprender um ofício ou não ir à escola. 

A mão de obra infantil é utilizada principalmente na agricultura, por conta da baixa remuneração e menor qualificação. A pesquisa reporta que 27 de cada 100 crianças incorporadas ao trabalho desempenham atividades em lugares com ruído excessivo, umidade, ferramentas perigosas e entre produtos químicos, isto é, em lugares de alto risco de acidentes e doenças, proibidos pelas leis que protegem os menores. 

O INEGI explica em seu estudo que ao menos 66% de todas as crianças mexicanas se veem obrigadas a realizar trabalhos domésticos não remunerados, em sua maioria por necessidades de ter um lar. 

Outros estudos expõem que ao menos a metade das mães em idade reprodutiva se veem obrigadas a educar seus filhos sem a presença do pai, por serem mães solteiras, viúvas, divorciadas ou pelo não reconhecimento da paternidade. 

Da redação, com agências

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=141369&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br