29/10/2012 12:00 am

Estudo: 11 mil índios colombianos sofreram deslocamento forçado

Estudo: 11 mil índios colombianos sofreram deslocamento forçado

 

A Organização Nacional Indígena da Colômbia (Onic) revelou nesta segunda-feira (29) que cerca de 11 mil nativos sofreram deslocamento forçado de suas regiões de origem nos primeiros nove meses de 2012. Pelo menos 78 foram mortos e 47 ameaçados, apenas nesse período. A maior parte dos atos de violência foi atribuída a grupos insurgentes e forças de segurança.

A Colômbia enfrenta um conflito armado que se estende por quase meio século. Este mês, o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) começaram a segunda fase da negociação de paz, na tentativa de encerrar o confronto. A população indígena da Colômbia, superior a 1,3 milhão de índios distribuídos em 102 aldeias, tem sido uma das principais vítimas da longa crise política.

De acordo com o estudo elaborado pela Onic, as agressões ocorrem com mais frequência a sudoeste e noroeste do país. A organização informa ainda que a situação se agravou nos últimos anos. A Onic estuda a possibilidade de recorrer ao Tribunal Penal Internacional (TPI) para ter “um papel ativo” em relação à situação dos povos indígenas da Colômbia.

 

O assassinato mais recente contra integrante da população indígena ocorreu no último dia 21. Leovigildo Cunampia Quiro, presidente da Câmara Municipal de Costa do Pacífico, foi morto na comunidade de Jagua-Chori Rio, em Chocó. No ataque, várias pessoas ficaram feridas. O caso está sendo conduzido pelo promotor José Manuel Variquira. Em 2011, 118 índios foram assassinados na Colômbia.

 

Fonte: Agência Brasil

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=197663&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br