17/08/2012 12:00 am

Estudantes fazem pressão pela aprovação do PNE em 2012

Estudantes fazem pressão pela aprovação do PNE em 2012

 

A União Nacional dos Estudantes (UNE), juntamente com o movimento educacional, vêm travando uma batalha no Congresso Nacional para que o Plano Nacional da Educação (PNE) seja aprovado em 2012 com a destinação de 10% do PIB para educação. No entanto, um recurso do governo federal, assinado por 80 parlamentares na Câmara, pode inviabilizar a votação do PNE ainda neste ano. Para pressionar, os estudantes divulgam contatos de todos os deputados que assinaram o recurso.

“Exigindo do poder público o compromisso com a educação brasileira, a União Nacional dos Estudantes convoca todos os estudantes brasileiros a, mais uma vez, irem à luta e pressionarem o governo pela aprovação do PNE em 2012”, diz uma nota no Site da UNE.

O movimento social na área de educação já alcançou importantes vitórias, como no dia 26 de junho, quando a Câmara dos Deputados aprovou os 10% em primeira instância. A partir dessa aprovação, o projeto seguiria seu curso natural rumo ao Senado e, depois, retornaria à Câmara para ser ratificado em Plenário e, finalmente, vai à sanção da presidenta Dilma Rousseff.

 

Porém, na terça-feira (14), último dia previsto pelo regimento da Câmara dos Deputados para apresentação de recurso à votação do PNE, o governo emitiu um recurso que impossibilita a votação do PNE ainda esse ano. Atentando contra o direito dos estudantes e trabalhadores a uma sociedade mais justa e democrática, que priorize educação de qualidade para seus filhos, a manobra do governo pode retardar a tramitação do plano no congresso e colocá-lo para votação após as eleições municipais de 2012, ou seja, em 2013.

 

Oitenta deputados assinaram o recurso do governo que, além de adiar a tramitação do Plano no Congresso, coloca em risco a votação na Comissão Especial pelo investimento de 10% do PIB em educação até 2022.

 

Confira a  lista com o nome e o contato de todos os deputados  que assinaram o recurso. Envie emails cobrando, telefone e exija os direitos da juventude e da população por uma educação de qualidade!

 

Da Redação com Site da UNE

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=191478&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br