20/04/2012 12:00 am

Estudantes da Unesp fazem passeata contra ato de racismo

Estudantes da Unesp fazem passeata contra ato de racismo

DARIO DE NEGREIROS
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE RIBEIRÃO PRETO

Estudantes da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Araraquara (273 km de São Paulo) protestaram na noite desta quinta-feira (19) contra o recente ato de racismo ocorrido na universidade.

No início de abril, a frase “Sem cotas para os animais da África” foi encontrada em um mural localizado em frente ao centro acadêmico de ciências sociais. A Unesp abriu uma sindicância interna e um boletim de ocorrência foi registrado por alunos e professores.

Depois de se reunirem no final da tarde de ontem para discutir o ato, os estudantes saíram em passeata pelo campus, como forma de protesto. Durante a reunião, uma moção de repúdio à pichação também foi votada.

De acordo com o professor Dagoberto José Fonseca, coordenador do Grupo de Estudos da Cultura Africana, manifestações culturais contra o ato de racismo também estão sendo planejadas.

Segundo ele, pichações que fazem referência ao grupo neonazista White Power (poder branco) já haviam sido feitas há alguns anos em banheiros da faculdade.

Na Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara estudam 23 alunos africanos, vindos de diferentes países.

Os estudantes fazem parte do PEC-G, programa educacional dos ministérios das Relações Exteriores e da Educação que oferece vagas para estudantes estrangeiros de países em desenvolvimento.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ribeiraopreto/1078911-estudantes-da-unesp-fazem-passeata-contra-ato-de-racismo.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br