7/01/2011 12:00 am

EMENDAS PARA O TURISMO PODEM REVELAR ESQUEMA ENTRE LOBISTAS

EMENDAS PARA O TURISMO PODEM REVELAR ESQUEMA ENTRE LOBISTAS

Cheira a lobby as emendas com valores altos para a infraestrutura de municípios no Maranhão que não têm o menor apelo turístico. E mais: ao que tudo indica, o esquema envolve lobistas e prefeitos do Maranhão, além de um assessor do vice-governador Washington Luiz de Oliveira.

Das emendas empenhadas no apagar das luzes de 2010, pelo Ministério do Turismo ao Maranhão, duas despertam a curiosidade. Uma foi para o município de Barra do Corda, ao valor de R$ 7.800,000,00, e outra para a cidade de Dom Pedro, ao valor de R$ 5.362,500,00.

Tanta uma quanta a outra cidade, não têm o menor atrativo turístico. Passear em Barra do Corda corre o risco do turista ser sequestrado ou assaltado por índios.

Na eleição de 2010, o deputado federal (agora ministro) Pedro Novais não foi votado em Barra do Corda e nem em Dom Pedro. Então, de quem seriam as emendas para lá empenhadas?

Cada deputado federal tem direito a apenas R$ 13 milhões de emendas por ano. Geralmente elas são fraccionadas para atender as bases do político. Quando um deputado concentra metade ou mais do valor em uma só cidade, desconfia-se que pode ter um esquema com o prefeito. O velho esquema já conhecido em toda parte do país.

Em Barra do Corda, o federal mais votado foi Luciano Moreira, que recebeu o apoio do prefeito Nezinho. Em Dom Pedro, o federal com o maior número de votos agora em 2010 foi Gastão Vieira. Moreira é estreante e não há informações de que Vieira tenha enviado emendas neste valor para Dom Pedro.

Lobistas em ação

Mas no Congresso Nacional os lobistas agem às claras. Eles armam esquemas com os deputados, conseguem as emendas até para estados que não os de origens do parlamentar, e levam para municípios onde cada um fica com uma parte, menos a população.

Em Brasília, nos corredores e gabinetes da Câmara Federal era comum o empresário Eduardo DP desfilar, em companhia de um assessor do vice-governador Washington Oliveira. Eles buscavam emendas para a cidade de Dom Pedro.

DP, como é mais conhecido o empresário Eduardo, é filho de Maria Arlene Barros Costa, prefeita de Dom Pedro. Ele é dono da construtora Imperador, que fez obras para o estado em larga escala na administração de Jackson Lago e também ganhou outras na gestão de Roseana Sarney.

A Polícia Federal investiga a construtora de DP por obras não concluídas nos programas de assentamento do Incra.

Ainda em Dom Pedro, o ex-prefeito da cidade, Ribamar Costa, primo da atual prefeita, teve as contas rejeitadas e pedido de prisão pelo Ministério Público por improbidade administrativa.

Fonte : Blog do Cardoso

FONTE: http://www.tribunadomaranhao.com.br/noticia/emendas-para-o-turismo-podem-revelar-esquema-entre-lobistas-8864.html

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br