6/06/2012 12:00 am

Em relatório, ONU não vê avanços significativos no meio ambiente

Em relatório, ONU não vê avanços significativos no meio ambiente

 

O mundo não alcançou os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em relação à preservação da biodiversidade, a pressão sobre os sistemas terrestres está chegando a seus limites biofísicos e tampouco há avanços significativos no cuidado da água e da atmosfera.

 

Estas considerações fazem parte da quinta edição do Panorama Ambiental Global (GEO-5), estudo divulgado hoje pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e que antecede a realização da Rio+20, entre os dias 20 e 22 deste mês.

 

“O GEO-5 recorda aos líderes e às nações participantes da Rio+20 porque é necessário fazer com urgência uma transição decisiva e determinada em direção a uma economia verde que gere emprego, que faça um uso responsável dos recursos e que garanta baixas emissões de carbono”, sustenta Achim Steiner, secretário-geral adjunto da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Segundo ele, “as provas científicas, recolhidas durante décadas, não deixam lugar a dúvidas”. “[Por isso,] chegou o momento de deixar de lado a indecisão e imobilidade. É preciso fazer frente aos fatos e reconhecer a humanidade comum que une todos os povos”, completou.

 

Para o secretário-geral adjunto, “a Rio+20 marca o momento no qual o desenvolvimento sustentável deve deixar de ser uma aspiração que avança de modo irregular para se tornar em um autêntico caminho para o progresso e para a prosperidade tanto para esta geração como para as que virão”.

 

Fonte: Ansalatina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=185221&id_secao=10

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br