9/11/2010 12:00 am

EM PROTESTO, CASAL HETEROSSEXUAL INGLÊS QUER REGISTRAR PARCERIA CIVIL

EM PROTESTO, CASAL HETEROSSEXUAL INGLÊS QUER REGISTRAR PARCERIA CIVIL

Contrato de parceria civil é válido só para casais do mesmo sexo no país.
Tom e Katherina dizem querer evitar “segregação por sexo” de casamento.

Do G1, em São Paulo

Um casal heterossexual inglês vai solicitar um registro de parceria civil, válido no Reino Unido apenas para casais do mesmo sexo, num cartório de Londres nesta quarta-feira (10) como forma de protestar contra o sistema que segundo eles “segrega casais de acordo com sua sexualiadade”, informa nesta terça (9) o diário inglês “Guardian”.

Tom Freeman e Katherina Doyle, ambos com 26 anos, anunciaram que vão ao cartório de Islington requisitar a parceria, embora acreditem que o pedido será negado. A tentativa de firmar uma parceria civil é parte da campanha “Equal Love” (Amor Igual, em inglês), cujo objetivo é desafiar o que ativistas chamam de uma dupla proibição ao casamento gay e às parcerias civis entre heterossexuais.

“Nós queremos assegurar um status oficial à nossa relação de maneira que atenda às necessidades de direitos iguais e sem essa conotação negativa e sexista de casamento”, disse Freeman, que trabalha como administrador.

“Nós estamos fazendo isso contra a discriminação e em apoio à igualdade legal para todos, independente da orientação sexual. Esse sistema ‘separado mais igual’ que separa casais de acordo com sua sexualidade não é realmente igual. Todos os casais devem ter acesso às mesmas instituições, devem ter paridade de acesso”, diz.

A campanha Amor Igual é organizada pelo grupo LGTB (lésbicas, gays, transgênero e bissexuais) Outrage. Oito casais vão tentar se casar ou firmar uniões civis nas próximas oito semanas. Para os participantes, negar a casais gays e heterossexuais o mesmo tratamento contraria a Carta de Direitos Humanos.

Para o idealizador da campanha, Peter Tatchell, negar a casais heterossexuais o direito de estabelecerem parcerias civis é “heterofóbico”.

“É discriminatório e ofensivo”, diz ele. “Queremos o fim disso para que casais heteros como Tom e Katherine possam optar por uma parceria civil. Temos que questionar essa legislação injusta.”

Esta é será a segunda tentativa de Freeman e Doyle de registrarem uma parceria civil. No ano passado, o casal o mesmo pedido negado, também em Islington. O cartório informou nesta terça que a posição tomada na ocasião permanece a mesma.

“Como todos os cartórios, temos que seguir as premissas da lei sobre união civil, de 2004, que diz que para estabelecer uma união deste tipo o casal deve ser do mesmo sexo”, justificaram na ocasião, quando foi oferecido ao casal um casamento civil.

FONTE: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/11/em-protesto-casal-heterossexual-ingles-quer-registrar-parceria-civil.html

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br