30/08/2010 12:00 am

EDUCADORES DECIDEM PARALISAR ATIVIDADES POR 144 HORAS

EDUCADORES DECIDEM PARALISAR ATIVIDADES POR 144 HORAS

Eles reivindicam aprovação imediata do Estatuto do Educador

Os educadores da rede estadual de ensino decidiram paralisar temporariamente suas atividades a partir desta quarta-feira, 1º de setembro, pelo período de 144 horas. A medida foi aprovada, por maioria de votos, em assembleia realizada nesta segunda-feira, 30, no auditório da Fatiema, promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão – Sinproesemma.  O objetivo da paralisação é denunciar o desinteresse do governo do Estado em discutir e aprovar o Estatuto do Educador, Lei que deverá garantir vários direitos aos trabalhadores da educação, constituindo uma nova carreira do educador, a qual inclui também os servidores que atuam nas escolas.

A professora Maria de Jesus Souza, educadora que trabalha no Distrito Industrial, Zona Rural de São Luís, aprova o encaminhamento de paralisação do Sinproesemma: “Este é o momento certo para nos organizarmos e reivindicarmos nossos direitos, pois nos sentimos totalmente desmotivados sem o Estatuto”.

Segundo o presidente do Sindicato, Júlio Pinheiro, a paralisação foi debatida e deliberada previamente em assembleias regionais realizadas em 15 municípios do estado e é uma resposta ao governo, que vem adiando, há vários meses, a aprovação do Estatuto, uma demonstração de “completo desinteresse com relação aos trabalhadores da educação””.  “A Lei da nova carreira do educador precisa ser aprovada para garantir o futuro dos educadores e da educação no Maranhão”, ressaltou o presidente.

Concentração

O Sindicato convoca a categoria para a concentração em frente à Igreja de São Francisco, a partir das 8h, desta quarta-feira. De lá, os trabalhadores sairão em passeata até a sede do governo, no Palácio dos Leões.

FONTE: http://www.sinproesemma.com.br/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br