30/11/2010 12:00 am

ECONOMIA PARA O PAGAMENTO DOS JUROS DA DÍVIDA ENCOLHE EM OUTUBRO

ECONOMIA PARA O PAGAMENTO DOS JUROS DA DÍVIDA ENCOLHE EM OUTUBRO

Sem os efeitos da capitalização da Petrobras e com o crescimento dos investimentos federais, o esforço fiscal encolheu em outubro. Segundo números divulgados pelo Tesouro Nacional nesta segunda-feira (29), o superavit primário – economia de recursos para pagar os juros da dívida pública – do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) somou R$ 7,716 bilhões no mês passado, contra R$ 26,018 bilhões em setembro.

Em relação ao ano passado, a economia foi 31% menor. Em outubro de 2009, o superavit primário tinha sido de R$ 11,234 bilhões. O resultado é o pior para meses de outubro desde 2006.

No entanto, no acumulado do ano, com os números atualizados até outubro, o superavit primário soma R$ 63,382 bilhões, montante 136% maior que os R$ 26,863 bilhões obtido no mesmo período do ano passado. Ainda faltam R$ 12,914 bilhões para atingir a meta para o ano, que é de R$ 76,296 bilhões.

Os investimentos federais foram o principal fator que pressionou as contas públicas no mês passado. De acordo com o Tesouro Nacional, os investimentos somaram R$ 36,103 bilhões nos dez primeiros meses do ano, crescimento de 51% na comparação com o mesmo período de 2009. Somente os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) somaram R$ 17,681 bilhões de janeiro a outubro, aumento de 55% em relação ao ano passado.


Fonte:
Agência Brasil

FONTE: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2010/11/29/economia-para-o-pagamento-dos-juros-da-divida-encolhe-em-outubro

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br