23/09/2010 12:00 am

DUAS MIL PESSOAS FAZEM ATO “FORA ROSEANA SARNEY” EM SÃO LUÍS

DUAS MIL PESSOAS FAZEM ATO “FORA ROSEANA SARNEY” EM SÃO LUÍS

O movimento “Fora Roseana Sarney” reuniu cerca de dois mil estudantes, tuiteiros, líderes sindicais e representantes de movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), nesta terça-feira pela manhã, no centro de São Luís.

Os integrantes do movimento se concentraram às 9 horas na Praça da Bíblia e de lá seguiram em passeata pela Rua Grande até o Palácio dos Leões.

Segundo a organização do evento, a ação reuniu estudantes de pelo menos 20 escolas públicas de São Luís, 20 entidades ligadas a movimentos sociais, estudantil e sindical, além de representantes de seis partidos (PSTU, PSOL, PCdoB, PCB, PDT e PSB) mais membros da ala do PT contraria a aliança do partido com o PMDB.

Integrantes da União Nacional dos Estudantes UNE, do Movimento Estudantil Independente (MEI), dos DCEs da UFMA e UEMA, do movimento Negro no Maranhão, Vale Protestar e do LGTB deram ainda mais volume à passeata de protesto. O movimento começou na internet e tomou corpo até o ato realizado hoje pela manhã.

Empunhando faixas, cartazes e bandeiras onde se lia explicitamente “Fora Roseana” e por extensão de repúdio à oligarquia Sarney, os estudantes de escolas da rede privada, federal, como o IFMA, e da rede pública de ensino seguiram pela Praça Deodoro, Panteon, Rua do Sol, Praça João Lisboa até a avenida Beira-Mar, antes de chegar ao ponto final do ato político na sede do governo estadual, o Palácio dos Leões.

Durante todo o percurso entoaram palavras de ordem contra o domínio da família Sarney no Maranhão sob gritos de “Fora Roseana” ou “cadeia para Sarney e Roseana” durante caminhada de aproximadamente quatro quilômetros.

A mobilização também conseguiu trazer pelo menos dez caravanas de estudantes de algumas cidades no interior do Estado, como Caxias, Santa Inês e Bacabal. Durante a manifestação, que durou cerca de três horas, os estudantes fizeram uma parada no Liceu Maranhense, escola onde a governadora Roseana Sarney cursou o ensino médio.

Três viaturas da polícia da Ronda da Comunidade, dos bairros do Barreto, seguiram de perto a passeata desde a praça da Bíblia. Parte do protesto foi transmitida via twitter.

Segundo Henrique Carneiro, presidente da União da Juventude Socialista no Maranhão e um dos organizadores do evento, a manifestação teve o intuito de mostrar a insatisfação dos maranhenses com a candidatura à reeleição da governadora do Estado. “Esse é um movimento popular como outros que já ocorreram, como o Fora Collor e o Fora FHC”, explicou Carneiro.

Nenhum incidente foi registrado durante o movimento. No encerramento do ato de protesto os participantes cantaram o hino nacional. (Com informações do iG).

FONTE: http://www.mst.org.br/node/10615

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br