14/12/2010 12:00 am

DOCUMENTOS CONFIRMAM QUE EUA PROTEGERAM CRIMINOSOS NAZISTAS

DOCUMENTOS CONFIRMAM QUE EUA PROTEGERAM CRIMINOSOS NAZISTAS

Documentos da CIA e das Forças Armadas estadunidenses confirmam que, após a Segunda Guerra Mundial, autoridades aliadas protegeram antigos nazistas e criminosos de guerra, dando a eles refúgio e empregos.

Divulgado na última sexta-feira (10), pelo Arquivo Nacional dos Estados Unidos, os documentos revelam que as autoridades do país deixaram de procurar por criminosos de guerra por considerar que eles haviam se tornado colaboradores, graças à Guerra Fria.

O relatório denominado Hitler’s Shadow: Nazi War Criminals, US Intelligence and the Cold War (A sombra de Hitler: criminosos de guerra nazistas, inteligência dos EUA e a Guerra Fria), se baseia em informação considerada confidencial até 2005 e veio a público graças ao Ato de Divulgação de Crimes de Guerra Nazistas.

O documento revela que antigos membros da SS e da Gestapo escaparam da Justiça com a tolerância dos Estados Unidos ou mesmo sua ajuda na fuga. Rudolf Mildner, por exemplo, foi preso inicialmente em uma operação à procura de criminosos de guerra que pudessem levar a um movimento clandestino de resistência nazista.

As autoridades estadunidenses sabiam que Mildner havia pertencido à Gestapo durante muito tempo, mas nada fizeram para encontrar mais detalhes sobre crimes da Gestapo. Capturado e interrogado em Viena, as autoridades estadunidenses o consideraram “muito confiável e cooperativo”.

Enquanto membro da Gestapo, Mildner ordenara a execução de 500 a 600 poloneses no campo de extermínio de Auschwitz. Diante das acusações, ele assumiu a matança e tentou “racionalizar” os crimes, alegando que foram cometidos para “preservar a ordem e evitar sabotagem”.

Países como a Polônia e o Reino Unido pediram a extradição de Mildner. Mas autoridades dos Estados Unidos o protegeram da extradição e facilitaram sua fuga para a América do Sul, um refúgio montado para muitos criminosos de guerra nazistas fugindo da Justiça.

A antiga Alemanha Ocidental também abrigou criminosos de guerra, trabalhando nos seus serviços de espionagem contra as repúblicas socialistas do leste europeu. Documentos da força de segurança da Alemanha Democrática mostravam em detalhes como o serviço de inteligência da antiga Alemanha Ocidental empregava nazistas e criminosos de guerra em sua base de pessoal. O serviço de espionagem alemão ocidental foi construído sob a supervisão dos aliados.

Da redação, com informações da Deutsche Welle

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=143637&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br