2/05/2012 12:00 am

Desemprego na zona do euro encosta em 11% e bate novo recorde

Desemprego na zona do euro encosta em 11% e bate novo recorde

DA FRANCE PRESSE, EM BRUXELAS

A taxa de desemprego na Eurozona alcançou 10,9% em março e estabeleceu um recorde em 15 anos, anunciou a agência de estatísticas europeu, Eurostat, que apontou mais uma vez a Espanha no topo da lista do bloco, com um índice de 24,1%.

“A taxa de desemprego corrigida pelas variações sazonais na zona do euro alcançou 10,9% em março de 2012, contra 10,8% em fevereiro”, afirma um comunicado da Eurostat.

Os números mais elevados do desemprego entre os 17 países da Eurozona foram registrados na Espanha (24,1%) e na Grécia (21,7%). Os países com os menores índice são Áustria (4,0%), Holanda (5,0%), Luxemburgo (5,2%) e Alemanha (5,6%).

Os dados sobre a Espanha estão próximos dos divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que calculou um índice de 24,44% de desemprego no país no fim de março, um recorde absoluto entre os países desenvolvidos.

A Espanha confirmou na segunda-feira que voltou a cair em recessão, com uma queda de 0,3% do PIB no primeiro trimestre, mesmo resultado do último trimestre de 2011.

Na Itália, a taxa de desemprego também bateu um novo recorde, a 9,8% em março, contra 9,6% em fevereiro, anunciou a agência oficial Istat.

Os jovens entre 15 e 24 anos são os mais afetados, com um índide de desemprego de 35,9%.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1084247-desemprego-na-zona-do-euro-encosta-em-11-e-bate-novo-recorde.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br