18/01/2011 12:00 am

DEFESA CIVIL TRABALHA NA PREVENÇÃO DE EFEITOS DE DESASTRES NATURAIS

DEFESA CIVIL TRABALHA NA PREVENÇÃO DE EFEITOS DE DESASTRES NATURAIS

Nesse período de chuvas, o clima de alerta é intensificado por causa da maior probabilidade de enchentes em alguns municípios do Maranhão. Porém, durante todo o ano, a Defesa Civil Estadual realiza trabalhos visando à minimização dos problemas provocados pelas cheias. Uma das principais ações é a capacitação de pessoal para agir em caso de desastres naturais.

Com medidas de precaução, a intenção é preparar membros da comunidade para a ação. “A Defesa Civil não atua somente em períodos de desastre, temos que ser proativos e não reativos, portanto essa medida adotada, ou seja, essas capacitações que vem sendo realizadas nos municípios têm a finalidade de despertar na comunidade e nos operadores de Defesa Civil local a percepção de risco que muitos ainda não despertaram”, declarou major Manoel Teixeira Santos, da Divisão de Planejamento da Defesa Civil Estadual.

A capacitação abrange conteúdo básico e diversificado, que trata sobre a estrutura, política, noções de gerenciamento de riscos e desastres e funcionamento do Sistema Nacional de Defesa Civil. Também são enfocadas as documentações legais para decretação de situação de emergência ou estado de calamidade pública exigidos pela Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional.

Dos 217 municípios maranhenses, 44 foram alvo do treinamento, com 309 capacitados. Participaram 108 em São Luís, 28 em Caxias, 27 em Balsas, 11 em Pinheiro, 21 em Imperatriz, 10 em João Lisboa, 5 em Pedreiras, 5 em Igarapé do Meio, 4 em Trizidela do Vale, 4 em Lima Campos e 4 em Timon.

De acordo com o major Teixeira, mesmo com as chuvas, ainda não foram registrados maiores problemas no interior do estado. “Mantemos contato direto com os coordenadores municipais e as notícias que temos é que o nível dos rios está normal, não tem famílias desalojadas e tampouco desabrigadas em cidades como Trizidela do Vale, Pedreiras, Imperatriz e Bacabal”, declarou. Ele ressaltou ainda que o trabalho da Defesa Civil é permanente. “Esses coordenadores estão monitorando o nível dos rios e precipitações”, observou.

Major Teixeira destacou que o Sistema de Defesa Civil Estadual é a composição do órgão de Coordenação (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil/Corpo de Bombeiros), em interação com os órgãos setoriais (todas as secretarias de Estado e entidades diretamente ligadas ao governo) e os órgãos de apoio (comunidade, ONGs, instituições não subordinada ao governo, entre outras que se habilitam a ajudar o sistema).

O QUÊ FAZER EM CASO DE ENCHENTE

Alguns cuidados antes:

– Tenha um lugar previsto, seguro, onde você e sua família possam se alojar no caso de inundação;

– Coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido;

– Feche as portas, janelas e o registro de entrada de água;

– Desconecte os aparelhos elétricos da corrente elétrica para evitar curtos-circuitos;

– Retire todo o lixo e leve-o para áreas não sujeitas a inundações;

– Retire os animais de estimação de casa.

Alguns cuidados durante

– Proteja a sua vida, a de seus familiares e amigos. Evite contato com as águas de enchentes, elas podem está contaminadas e podem provocar doenças;

– Evite voltar para casa até as águas baixarem e o caminho estar seguro. Só entre na água se for absolutamente necessário, usando botas de borracha.

– Solicite ajuda ligue para as agências de socorro, corpo de bombeiros, defesa civil, etc.

Alguns cuidados após

– Tenha cuidado: veja se a sua casa não corre risco de desabar;

– Remova a lama e o lixo do chão, das paredes, dos móveis e utensílios

– Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados

– Lave e desinfete os objetos que tiveram contato com as águas da enchente

– Evite beber água ou comer alimentos que tiveram contato com as águas da inundação, pois eles podem estar contaminados.

MUNICÍPIOS ONDE HOUVE CAPACITAÇÃO

Arari, Afonso Cunha, Açailândia, Alto Alegre Pindaré, Balsas, Bom Jesus da Selva, Bacabal, Cururupu, Conceição do Lago Açu, Cantanhede, Caxias, Coroatá, Codó, Cachoeira Grande, Divinópolis, Estreito, Gov. Edison Lobão, Humberto de Campos, Igarapé do Meio, Icatu, Imperatriz, João Lisboa, Lima Campos, Morros, Nina Rodrigues, Pio XII, Peritoró, Pinheiro, Pedreiras, Palmeirândia, Paço do Lumiar, Rosário, São José de Ribamar, São Pedro da Água Branca, São Bernardo, Santa Helena, São Bento, São Luís, São João do Sóter, Santa Rita, Trizidela do Vale, Timbiras, Timon, Vitória do Mearim.

 

FONTE: http://www.jornalpequeno.com.br/2011/1/17/defesa-civil-trabalha-na-prevencao-de-efeitos-de-desastres-naturais-143389.htm

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br