20/04/2011 12:00 am

DAMASCO VOTA FIM DO ESTADO DE EMERGÊNCIA

Pelo menos quatro pessoas foram mortas quando as forças de segurança sírias dispersaram uma concentração contra o regime em Homs, disse um activista dos direitos humanos à AFP. Damasco acaba de anunciar o fim do estado de emergência.

Foi na segunda-feira que mais de 20 mil pessoas se instalaram em tendas na principal praça (As-Saa, ou do Relógio) de Homs, terceira maior cidade síria, prometendo não arredar pé enquanto o Presidente, Bashar al-Assad, não se demitir.

Mas ao inicio da madrugada um agente da polícia ter-se-á dirigido aos manifestantes pedindo-lhes que abandonassem a praça. Em seguida, segundo os relatos de vários activistas, as forças de segurança abriram fogo com armas e granadas de gás lacrimogéneo.

Um manifestante ouvido pelo blogue da televisão Al-Jazira, que segue em permanência a contestação na Síria, refere muitos feridos. “Pelo menos quatro pessoas morreram”, garante o militante ouvido pela AFP. A própria Al-Jazira nota que alguns dos agentes estavam vestidos à civil quando começaram a disparar contra os manifestantes.

As autoridades tinham afirmado horas antes que cinco oficiais e três crianças tinham sido mortos nas últimas 24 horas por “grupos criminosos armados” na região de Homs – desde o início da contestação, a 15 de Março, que o regime acusa “gangs” de estarem por trás dos protestos.

O Governo anunciou, entretanto, a aprovação de um projecto de lei que levanta o estado de emergência, em vigor na Síria desde 1963 e cujo fim o Presidente vinha prometendo há semanas. Falta a assinatura do próprio Bashar (o Governo não tem quase poder), uma formalidade, já que o Executivo nunca teria votado estas mudanças sem as suas ordens.

Outro projecto de lei votado já esta terça-feira e anunciado igualmente pela agência de notícias oficial Sana prevê a abolição do Tribunal de Segurança do Estado, onde são julgados os presos políticos.

 

FONTE: http://www.publico.pt/Mundo/damasco-vota-fim-do-estado-de-emergencia_1490497

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br