15/12/2010 12:00 am

CUBA CRIA ENCICLOPÉDIA ONLINE COM PONTO DE VISTA DESCOLONIZADOR

CUBA CRIA ENCICLOPÉDIA ONLINE COM PONTO DE VISTA DESCOLONIZADOR

O site em espanhol da recém-criada enciclopédia colaborativa cubana se chama ecured.cu, e já possui 20 mil verbetes. O objetivo, segundo os organizadores, é propagar conhecimento e difundir informações sob o ponto de vista descolonizador: “preencher o vazio de informação para os cubanos, que têm acesso restrito devido ao bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba”, diz mensagem de boas vindas do site.

O artigo que se refere aos Estados Unidos, por exemplo, descreve o país como o “império de nosso tempo, que historicamente vem tomando por meio da força territórios e recursos naturais de outras nações para colocá-los a serviço de suas empresas e monopólios”.

O verbete diz também que Washington sempre quis assumir o controle de Cuba e que, há muito tempo, os líderes norte-americanos veem a ilha como “aqueles que admiram uma charmosa fruta que terminará por cair em suas mãos”.

A EcuRed possui uma extensa biografia do ex-presidente cubano Fidel Castro, incluindo sua participação na política após a doença que lhe tirou do poder em 2006. “Hoje escreve e participa da luta de ideias a nível mundial. Por sua autoridade moral, influi em importantes e estratégicas decisões da Revolução”, descreve o artigo.

Também há um artigo sobre o presidente, Raúl Castro, definido como combatente revolucionário, dirigente político, estadista e chefe militar. “Contribuiu com relevantes aportes às lutas do povo cubano em defesa de sua soberania e independência.”

As atualizações devem ser autorizadas mediante aprovação de um moderador, que não está identificado no Ecured. A maior parte de suas páginas se divide entre artigos de história e biografias de personalidades, mas há também textos sobre geografia e divulgação científica.

O nome da enciclopédia é originado da palavra ‘ecúmene’ (ecúmeno, em português), e é usado no sentido de designar um conjunto de locais habitados por povos de várias culturas conhecidas.

Embora já esteja disponível na rede e tenha registrado 270 mil acessos até o momento, o site será lançado oficialmente nesta terça-feira (14) pelo Jovem Clube de Computação e Eletrônica, uma organização cubana que conta com 600 membros em toda a ilha.

Até julho de 2011, Cuba espera ter instalado cabos de fibra ótica para internet cubana, provida por um satélite emprestado pela Venezuela, que é utilizado para conexão. 

Com informações do Opera Mundi

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=143724&id_secao=10

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br