11/11/2010 12:00 am

CRIANÇA NÃO CONSEGUE ATENDIMENTO EM POSTOS DE SAÚDE

CRIANÇA NÃO CONSEGUE ATENDIMENTO EM POSTOS DE SAÚDE

Um drama na área de saúde: uma criança de 11 anos não conseguiu atendimento médico na rede de postos de saúde de Imperatriz e nem mesmo no Hospital Municipal Infantil por falta de material básico. Desesperada, a mãe da criança denunciou o caso ao Conselho Tutelar.
A menina, Bárbada Suzanna Lima, de 11 anos, ainda lembra como tudo aconteceu. Doze horas depois do acidente, a menina ainda está a procura de atendimento médico. Ela já foi levada em dois postos de saúde, mas a resposta é sempre a mesma. Na terceira tentativa de receber um curativo, outra frustração: Bárbara também não foi atendida no Hospital Municipal da Criança. A mãe, Gardênia Lima, está indignada.
Na recepção, tentaram contato com a coordenação de enfermagem, que não foi localizada. A direção do hospital estava ausente.

O drama vivido por esta família não é um caso isolado. A falta de material básico, como um kit de primeiros socorros, e até mesmo a falta de informação, algo tão simples, é uma realidade na maioria dos postos de saúde de Imperatriz. A surpresa, dessa vez, ficou por conta do maior hospital público infantil da cidade, onde a criança não foi atendida mesmo tendo sido levada para outros locais sem receber o socorro.

Fonte: Imirante.com

FONTE: http://www.portaldomaranhao.com.br/2007/?pg=ler&id=22000

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br