22/11/2010 12:00 am

COPA 2014: AGNELO DEFENDE MUDANÇA EM PROJETO DE ESTÁDIO NO DF

COPA 2014: AGNELO DEFENDE MUDANÇA EM PROJETO DE ESTÁDIO NO DF

O governador eleito do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), defendeu nesta sexta-feira (19), durante encontro do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), uma redução na capacidade do estádio de Brasília para a Copa do Mundo, caso a abertura seja em outra cidade.

“Se não tivermos a abertura, se tivermos essa confirmação de que será em outro estado, nós vamos reduzir o estádio de 75 mil pessoas, que é um projeto caro, para um estádio de 42 mil lugares. Vamos continuar a ser sede, mas faremos um projeto mais enxuto”, disse Agnelo.

Brasília disputa com São Paulo o direito de sediar o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. No dia 10 de novembro, o comitê paulista enviou para o Comitê Organizador Local (COL) toda a documentação do estádio do Corinthians, que será construído em Itaquera, e chegou a ser anunciado como o preferido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para ser o palco da abertura. Agenlo disse que espera por um posicionamento da Fifa sobre o local de abertura antes da sua posse como governador.

Caso o estádio tenha a capacidade reduzida de 75 mil para 42 mil lugares, o custo da obra seria reduzido em cerca de R$ 300 milhões. Segundo o governador eleito, o projeto atual (75 mil lugares) está orçado em cerca de R$ 700 milhões. Com a redução, o novo projeto sairia por cerca de R$ 400 milhões.

Além disso, Agnelo Queiroz afirmou que é possível uma adaptação do atual projeto básico e que os recursos para a obra não sairão do Governo do Distrito federal (GDF), mas de financiamentos. O governador eleito chegou a citar o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) como uma das fontes para o dinheiro.

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=141939&id_secao=10

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br