23/11/2011 12:00 am

Conselho da Liga Árabe rejeita sanções econômicas à Síria

Conselho da Liga Árabe rejeita sanções econômicas à Síria

DA EFE, NO CAIRO

O conselho econômico da Liga Árabe recomendou nesta quarta-feira que não sejam impostas sanções econômicas ao regime de Bashar Assad, por considerar que seriam um castigo para o povo sírio e poderiam gerar uma revolta contra a intromissão estrangeira.

Em mensagem enviada ao chefe da organização, Nabil El Araby, o conselho rejeitou a imposição de sanções que representariam um castigo maior ao povo que aos políticos, “porque a decadência econômica da Síria vai aumentar o desemprego e a pobreza”.

Na quinta-feira, os ministros de Relações Exteriores árabes devem se reunir no Cairo para decidir se impõem sanções econômicas e políticas contra a Síria.

Na nota, o conselho da Liga Árabe adverte que as sanções econômicas “causarão a deterioração dos padrões de vida do povo, algo que pode fazer com que as pessoas se fixem no aspecto econômico e não no político”.

“Pode ser que levem o povo a se revoltar contra a ingerência estrangeira e a violação da soberania nacional, algo que ainda pode ser usado para criar um ambiente de solidariedade com o governo”, ressaltou.

Para o secretário-geral do conselho, as sanções podem ser desrespeitadas pelas autoridades sírias usando o contrabando com países vizinhos, o que vai beneficiar o regime, em detrimento da economia nacional.

O responsável árabe usou como exemplo as sanções impostas ao Iraque pela Organização das Nações Unidas na década de 1990, que “prejudicaram muito o povo, especialmente as crianças iraquianas, que morriam a cada dia pelas sanções sem que a atuação dos políticos mudasse”.

Al Arabi continuou nesta quarta-feira seus contatos na capital egípcia com os principais grupos da oposição síria. Saleh Badr Edin, membro de um destes grupos, disse à agência Efe que pediram ao secretário-geral da Liga Árabe que pressione o regime sírio e apoie a revolução e os militares desertores.

A Assembleia Geral da ONU condenou na terça-feira a repressão do regime da Síria contra a população civil e pediu o fim imediato da violência.

Pelo menos nove pessoas morreram nesta quarta-feira na Síria, entre elas um menor de idade, pela repressão dos seguidores do regime, segundo grupos opositores.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1010824-conselho-da-liga-arabe-rejeita-sancoes-economicas-a-siria.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br