18/04/2011 12:00 am

COM OBRAS DA PREFEITURA PARADAS, CANAL DO COROADO TRANSBORDA E ÁGUA INVADE AS CASAS

POR JULLY CAMILO

A forte chuva que caiu na capital na noite da última quinta-feira, 15, provocou vários alagamentos em vários pontos da capital. Um dos bairros mais atingidos foi o Coroado, que teve 80% de suas ruas inundadas pela água do canal que está sendo construído pela Prefeitura de São Luís, que acabou transbordando. As residências situadas na Avenida Carlos Macieira e na Rua Almeida Garret foram as mais afetadas.

A moradora Cleidite Ayres, de 71 anos, disse que os alagamentos são comuns na área, no período chuvoso, mas afirmou que o problema se agrava devido ao acúmulo de lixo no local que é jogado pelos próprios moradores.

“Na noite de quinta, a água fétida de esgoto que fica no canal invadiu a rua e várias casas. As pessoas perderam alguns bens materiais; só não ficou no prejuízo quem fez calçadas altas e batentes para impedir a invasão da água, como foi o meu caso”, disse Cleidite.

A dona de casa Ana Maria Barros, 57, moradora da Rua Almeida Garret disse que mesmo com o batente feito na porta, sua casa foi invadida pela água.

Ela contou que, como o canal do Coroado passa por trás de sua residência, a água entrava pela frente e pelos fundos. “Tomei um susto quando vi minha casa toda alagada. Geladeira, sofá, estante, cama e outros móveis, ficou tudo molhado. Não sou engenheira, mas é fácil perceber que este serviço no canal do Coroado está sendo feito de forma errada. Eles acabaram com o escoamento do canal quando fizeram um aterramento para as máquinas da obra passarem”, declarou Ana Maria.

Já Gladys Ferreira, 33, afirmou que estava em casa com o marido e os quatro filhos quando foi surpreendida pela água que invadia sua residência.

Gladys teve de retirar os filhos de casa e levá-los para a casa do vizinho, enquanto o marido tentava salvar alguns objetos de uso da família.

“É muito triste ver tudo o que levamos uma vida para construir ser arrasado em minutos. O quarto dos meus filhos foi o primeiro a ser atingido por ficar de frente para o quintal. A violência da enxurrada foi tão grande que até a nossa cerca foi arrebentada. Perdi meus móveis novos, além de livros, sapatos, roupas e colchões que também molharam. Foi um verdadeiro caos”, relatou Gladys.

O mecânico montador José Marques, 30, disse que sua casa também foi atingida e que o batente que ele fez no ano passado já vai ser duplicado, numa tentativa de conter a água. Ele ressaltou que mesmo com o muro feito em seu quintal, ainda assim a água se infiltra e invade a residência. Ele também criticou a obra da Prefeitura no canal do Coroado. “Os serviços começaram há um tempão e não vejo previsão de terminar. A gente só vê uns três gatos pingados e uma escavadeira no local. Uma coisa é certa: ou o prefeito toma providências ou por esses dias vamos tomar de conta da Avenida dos Africanos numa grande manifestação. Já chega de tanto descaso e humilhação. Somos gente e temos direito a nossa dignidade”, afirmou José.

Outro lado – A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou, por meio de nota, o seguinte:

“Os alagamentos causados pelas chuvas no Coroado já ocorrem há muitos anos, e para acabar com esse problema a Prefeitura de São Luís vem executando obras de drenagem, com a constr

 

FONTE: http://www.jornalpequeno.com.br/2011/4/16/com-obras-da-prefeitura-paradas-canal-do-coroado-transborda-e-agua-invade-as-casas-152587.htm

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br