10/10/2011 12:00 am

China pede reunificação pacífica com Taiwan

O presidente da China, Hu Jintao, pediu a reunificação pacífica da China com Taiwan durante as comemorações deste domingo (9) por causa do centenário da Revolução de 1911 que acabou com a queda do império manchu, a última dinastia chinesa.

“Deveríamos pôr fim aos antagonismos em ambos os lados do estreito (de Formosa), curar as feridas do passado e trabalhar juntos para conseguir o grande rejuvenescimento da nação chinesa”, disse Hu, em declarações publicadas pela agência estatal de notícias “Xinhua”.

O conceito de “rejuvenescimento da China foi cunhado por Sun Yat-sen e outros pioneiros da Revolução de 1911, e deve ser a aspiração comum de todos os compatriotas em ambos os lados do estreito de Taiwan”, disse Hu.

Taiwan, separada da China em 1949 após os nacionalistas do partido Kuomintang perderem a guerra civil contra os comunistas de Mao Tse-tung, comemora também o aniversário da rebelião de Wuhan, início da República da China, que se estabeleceu em 1º de janeiro de 1912 no país asiático e depois foi transferido para a ilha ao final da guerra

A Revolução de 1911 teve começo em 10 de outubro, com o levante armado que pôs fim à dinastia Qing (1644-1911) e a 2 mil anos de regime imperial, o que culminou com a criação do primeiro Governo republicano na Ásia.

O ex-presidente Jiang Zemin e outros líderes chineses assistiram à cerimônia deste domingo, na qual Hu Jintao elogiou a Revolução de 1911, dizendo que o evento foi “uma revolução completamente moderna, nacional e democrática” que estremeceu o mundo e liderou mudanças sociais sem precedentes na China.

Hu qualificou Sun Yat-sen como “um grande herói nacional, um grande patriota e um grande precursor da revolução democrática da China”.

Com agências

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=165945&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br