27/08/2012 12:00 am

Chile terá greve nacional por educação

Chile terá greve nacional por educação

 

Organizações sociais do Chile continuam somando-se à convocatória de paralisação nacional de professores prevista para esta terça (28), fechando um mês de intensos protestos contra o caráter privatizador do modelo educacional.

 

O presidente do Colégio de Professores, Jaime Gajardo, disse que a mobilização está totalmente instalada no país, com muitos sinais de adesão que apontam para um grande êxito em termos de participantes.

 

Todos os sinais dão conta de que será uma ampla jornada em santiago e em outras regiões, na primeira ação transversal, estimou o líder dos professores.

 

Dafne Concha, presidenta da Coordenação de Pais e Aposenatdos pelo Direito à Educação e representante da Mesa Social por um Novo Chile, convocou os cidadão a se juntarem à greve como uma forma também de solidariedade com os estudantes.

 

“Amanhã vamos estar nos manifestando com nossos filhos, com os estudantes de todo o país”, disse ela.

 

Na antessala da greve, as organizações de estudantes secundaristas e universitários convocam para que as mobilizações em defesa da educação gratuita se redicalizem em setembro.

 

Na véspera, os jovem ergueram uma bandeira gigante na fachada da Casa Central da Universidade do Chile com a mensagem: “Ensino público gratuito e de qualidade”.

 

“Esta bandeira verde é apenas uma pequena antecipação desta terça, 28, em que todos sairemos às ruas novamente”, disse que a Federação de Estudantes da Universidade do Chile através da rede social Twitter.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=192267&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br