5/11/2010 12:00 am

CENTRO DE ZOONOSES ESTÁ COM SERVIÇOS PARALISADOS

CENTRO DE ZOONOSES ESTÁ COM SERVIÇOS PARALISADOS

O Centro de Controle de Zoonoses de São Luís, situado na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), está desativado há mais de um mês, comforme estudantes de Veterinária. Serviços como recolhimento e extermínio de cães e gatos doentes e abandonados, castração, vacinação e adoção de animais estão suspensos. O veterinário Nordman Wall já foi nomeado como novo diretor, mas a data de posse ainda não foi definida.

Localizado no Campus Paulo VI, da Uema, no São Cristóvão, o centro trabalha na prevenção, controle e diagnóstico das zoonoses urbanas como raiva, leishmaniose e leptospirose. A unidade de controle é dividida em quatro setores: controle de roedores, controle da profilaxia da raiva, controle de vetores e laboratórios.

Com o fechamento temporário do Centro de Zoonoses, pessoas que procuram serviços no centro estão sendo obrigadas a buscar clínicas veterinárias particulares, como foi o caso do fotógrafo Biaman Prado, que levou seu cachorro, com doença grave e incurável, para ser sacrificado. “Já havia gastado muito dinheiro com a consulta e com os exames. Por isso, procurei o centro, que atende gratuitamente”, contou.

O Centro de Zoonoses é responsável por recolher animais abandonados. Quando apresentam doenças graves, os cães são sacrificados. Os cachorros saudáveis capturados são disponibilizados para adoção. Porém, esses serviços também estão parados e não há nenhum outro órgão que retire animais com calazar e raiva das ruas da cidade.

O prédio está aberto, mas os funcionários não estão trabalhando, pois não há diretoria. De acordo com o segurança do local, a mãe da antiga diretora faleceu e a funcionária abandonou o cargo. O funcionário também afirmou que o veterinário Nordman Wall, professor do Departamento de Veterinária da Uema, será o novo diretor.

O reitor da Uema, José Augusto Oliveira, criticou a situação precária do Centro de Zoonoses. De acordo com ele, apesar de a unidade não ser administrada pela universidade, há uma estreita relação entre o órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde e o curso de Veterinária da Uema. “Os alunos de Veterinária utilizam o Centro de Zoonoses como local de aprendizado, porém, a infra-estrutura do prédio está precária. Estamos construindo um canil que poderá ser utilizado pelo centro. Espero que com o novo diretor as relações entre a unidade de controle e a Uema melhorem”, disse.

Fonte: O Estado do Maranhão

FONTE: http://www.portaldomaranhao.com.br/2007/?pg=ler&id=21794

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br