25/04/2012 12:00 am

Centrais articulam votação de matéria de interesse do trabalhador

Centrais articulam votação de matéria de interesse do trabalhador

 

Nos dias que antecede o Dia do Trabalhador, o movimento sindical brasileiro tem dois focos prioritários. Um: organizar grandes atos do 1º de Maio, levando conteúdo político para as concentrações. Dois: aprovar no Senado e na Câmara Federal matérias de interesse dos trabalhadores e do setor produtivo.

As centrais sindicais vão também fazer corpo-a-corpo com os parlamentares no Congresso Nacional, esta semana, para garantir a votação de matérias de interesse dos trabalhadores. Nesta terça (24), eles acompanharam e comemoraram a aprovação, no Senado, da Resolução 72, que unifica o ICMS dos produtos importados, acabando com a “Guerra dos Portos” -, que estimula a importação desenfreada e a desindustrialização do país.

 

As centrais sindicais enumeram as matérias que são de interesse dos trabalhadores, como o fim do Fator Previdenciário, que pode ser votado esta semana na Câmara de Negociação sobre Desenvolvimento Econômico e Social, criada para buscar consenso em propostas que interessam a trabalhadores e empresários, na Câmara; a PEC do Trabalho Escravo e a PEC da Redução da Jornada de Trabalho de 44 para 40 horas semanais.

 

O 1º de Maio será comemorado com muitas e variadas mobilizações, em todos os estados. A indicação é de identidade de conteúdo, baseada na agenda aprovada pelo Congresso da Classe Trabalhadora (Conclat) de 2010. Os sindicalistas vão levar a bandeira da queda dos juros para dentro dos atos do Dia do Trabalho. A ideia é mostrar ao trabalhador que se trata de um problema que influi na sua vida e que deve ser uma causa dos trabalhadores e não apenas do governo.

 

De Brasília

Com agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=181631&id_secao=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br